Print Sermon

O objetivo deste site é fornecer gratuitamente manuscritos e vídeos de sermões para pastores e missionários em todo o mundo, especialmente o Terceiro Mundo, onde existem poucos seminários teológicos ou escolas bíblicas.

Estes manuscritos e vídeos de sermões alcançam agora cerca de 1.500,000 computadores em mais de 221 países anualmente através do site: www.sermonsfortheworld.com. Centenas de outras pessoas assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O YouTube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos para 40 idiomas para cerca de 120.000 computadores mensalmente. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, para que, assim, pregadores possam usá-los sem nossa autorização. Clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de divulgar o Evangelho para todo o mundo, incluindo nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do Dr. Hymers é rlhymersjr@sbcglobal.net.




ASPECTOS PRINCIPAIS DE REAVIVAMENTO VERDADEIRO

(SERMÃO NÚMERO 9 SOBRE REAVIVAMENTO)
THE MAIN FEATURES OF TRUE REVIVAL
(SERMON NUMBER 9 ON REVIVAL)
(Portuguese)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

Sermão pregado no Tabernáculo Batista de Los Angeles
Dia do Senhor de noite, 28 de Setembro, 2014
A sermon preached at the Baptist Tabernacle of Los Angeles
Lord's Day Evening, September 28, 2014


Pedro se levantou no Dia de Pentecoste e citou desde o Livro de Joel,

“E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão...E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão” (Atos 2:17, 18).

Deus derrama “do” Seu Espírito em tempos de reavivamento. Ele diz, “Que do meu Espírito derramarei em aqueles dias.” Como estranho que a maioria de traduções modernas tiram a palavra “do.” Esta palavra definitivamente está no texto Grego. Isto é apó em Grego. O Antigo Geneva Bíblia tem isto, “do meu Espírito.” O King James tem isto, “do meu Espírito.” Mas somente o NASV tem isso entre traduções modernas. É por isso que eu não confio em estas traduções. É por isso que eu digo vocês para ler Bíblia King James, a edição Scofield. Você pode confiar isto! Estes tradutores antigos não tiraram as palavras ou emitir-se se “dinâmica equivalente.” “Que do meu Espírito derramarei em aqueles dias.” O liberal diz, “Isto é Septuaginto.” Eu digo, “besteira!” Não faz sentido! Isto é o que o Espírito de Deus derramou na página do Novo Testamento em Grego – e Ele não mente! Quando o Espírito de Deus cita o Septuaginto, as palavras gregas são “expirados” pela inspiração no Novo Testamento. “Do meu Espírito.” Porque isto é importante? Eu lhe dizerei a razão. Deus não derrama todo do Seu Espírito. Ele envia justamente a quantidade que nós precisamos! George Smeaton, atrás em 1882, disse, “Existe camadas de significado de não ser perdido nas palavras “do meu Espírito” (apó) diferenciando entre o tamanho [dado] ao homem e o [ilimitado] abundância de recursos da fonte” (George Smeaton, The Doctrine of the Holy Spirit, 1882; reprinted by the Banner of Truth, 1974; p. 28). As igrejas apostólicas receberam derramamentos repetidos do Espírito por que existe sempre mais de dar! Em relação “apó” (do), Dr. A. T. Robertson disse, “O Espírito em sua plenitude reside com Deus” (Word Pictures in the New Testament, volume 3, Broadman Press, 1930, p. 26; nota sobre Atos 2:17).

Eu tenho estado de forma rara abençoado como um testemunho ocular de três reavivamentos. Eu completamente concordo com Iain H. Murray, quem disse, “Testemunhos de reavivamento invariavelmente fala de algo sendo dado o qual não estava lá antes” (Iain H. Murray, Pentecost Today? The Biblical Basis for Understanding Revival, The Banner of Truth Trust, 1998, p. 22). Um testemunho ocular de reavivamento de 1859 em Ulster, Irlanda do Norte disse, “Homem tem sentido como se o Senhor teve expirado em eles. Eles foram primeiramente afetados com pavor e medo – então eles estavam banhados em lágrimas – e depois cheios com um amor inexprimível” (William Gibson, The Year of Grace, a History of the Ulster Revival of 1859, Elliott, 1860, p. 432). Em 29 de Fevereiro de 1860, Pastor D. C. Jones disse, “Nós havemos sido visitados com uma escala maior da influência do Espírito que usual. Isto veio ‘como um vento poderoso e apressante,’ e... quando as igrejas a menos esperaram isso” (Murray, ibid., p. 25). Foi assim que reavivamento veio pela primeira e terceira vez que eu vi isso. O Espírito Santo veio tão repentinamente e tão inesperadamente que eu nunca irei esquecer isto enquanto eu vivo!

Agora, em reavivamento verdadeiro, pode existir certos eventos que são periférico, não central. Estes são eventos que aconteceu em alguns reavivamentos, mas não são aspectos principais de todo reavivamento. Eu irei nomear uns poucos deles. Estes pontos são tirados desde vários lugares do livro de Dr. Martyn Lloyd-Jones, Revival (Crossway Books, 1987) e desde minha própria experiência e observações de reavivamentos que eu tenho visto.

1.   Línguas. Em primeiro reavivamento, no Pentecoste, nós fomos contados que eles “começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem” (Atos 2:4). Muitos de nossos amigos Pentecostales têm ensinados que isto é um aspecto central, que todo reavivamento deve incluir isto. Mas existe duas razões principais que rejeita esta alegação: (1) “línguas” de Atos 2 não foram enunciação extático. Eles foram atualmente línguas estrangeiras. Isto está bem claro em Atos 2:6-11. “Cada um os ouvia falar na sua própria língua” (Atos 2:6). “Como, pois, os ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos?” (Atos 2:8). Então um lista longa de grupos de língua estão listados, terminando com as palavras, “Todos nós temos ouvido em nossas próprias línguas falar das grandezas de Deus” (Atos 2:11). Isto é então claro que eles não falaram em enunciação extática, como Pentecostales e Carismáticos modernos fazem. Eu sei que eles apelam à outras Escrituras por esta prática. Eu não estou tratando com isto aqui. Eu estou simplesmente dizendo que aqueles Pentecostales falaram em línguas estrangeiras, “conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem” (2:4). Eu não tenho dúvida que isto foi um milagre. Mas isto não foi a parte central de reavivamento, porque outros reavivamentos são reportados em Atos aonde isto não aconteceu. (2) Enunciação extática não apareceu em reavivamentos Protestantes antes de reavivamento falsificado começou em século 20, não até abaixo de excesso do Finney. Por favor não pare de escutar. Você talvez pode achar que você concorda com isto se você escutar o resto do que eu vou dizer. Reavivamentos falsificados inclui toda forma de “decisionismo,” não justamente Pentecostalismo e movimento Carismático, o qual são unicamente parte de “reavivamentos” falsos de nosso tempo. Reavivamentos falsificados em era moderna tem suas raízes em “decisionismo” de várias formas. Também, eu sei muito bem que alguns Pentecostales e Carismáticos são salvos. Mas línguas nunca foi a parte da história de reavivamento Protestante antes de século vinte, como acadêmicos Pentecostales admitem.

2.  “Línguas repartidas, como que de fogo” (2:3). Isto foi um evento único. Isto não aparece em qualquer outro reavivamento reportado no Livro de Atos, ou na história Cristiana.

3.   Demônios clamando conforme eles saíam de estes possuídos (Atos 8:7) e curas multiplicadas (8:7). Nenhum de estes aspectos apareceu em reavivamento de Pentecoste! Então, de novo, isto não é um aspecto central de reavivamento. Isto não é reportado em muitos outros reavivamentos no Livro de Atos. Eu sei que o “reavivamento sorridente” (assim chamado) faz estas coisas central, mas eles estão errados. Centenas de reavivamento têm aparecido na história Cristiana aonde estes eventos não aconteceram – e também em muitos reavivamentos no próprio Livro de Atos.

4.   Os Apóstolos foram colocados na prisão depois de pregar no grande reavivamento registrado no Atos 4:1-4. Mas aprisionamento não acomapanhou todos os reavivamentos registrados no Livro de Atos. Algumas vezes isto tem acontecido na história Cristiana, mas não sempre. Então, náo concluímos que o aprisionamento de pregadores não são aspecto central de reavivamento.

5.   A agitação de casa em Atos 4:31. Eu sei que isso também aconteceu no começo de reavivamento na Ilha de Lewis, aonde Duncan Campbell pregou nos finais de 1940. Mas isto não aconteceu em outro lugar no Livro de Atos, e não tem reportado frequentemente na história de reavivamentos. Então nós concluímos que a agitação de uma casa não é um aspecto central de reavivamento.

6.   O livro queimando no Éfeso em Atos 19:19, 20. Sim, no Éfeso, durante o reaviamento lá, pessoas trazeram livros de mágica e queimaram istos, “Assim a palavra do Senhor crescia poderosamente e prevalecia” (19:20). Eu vi isto acontecer em um reavivamento de igreja Batista fundamental na Virginia. Mas eles não queimaram os livros durante o reavivamento que eu vi na First Chinese Baptist Church. Isto não aconteceu durante outro reavivamentos registrado no Livro de Atos. Então, eu concluo que isto também foi uma ocorrência periférica, não um aspecto central em reavivamento.

7.  Confessões abertas de pecado. Sim, pessoas confessam abertamente seus pecados em público em alguns reavivamentos. Isto aconteceu algumas vezes – no reavivamento de 1904 em Wales, nos anos de 1960 no Abury College em Kentucky, no First Chinese Baptist Church, em outros lugares. Mas eles não fizeram isto no Dia de Pentecoste, nem no Primeiro Grande Despertamento, nem em muitos outros reavivamentos. Então, nós devemos concluir que confessões abertas de pecados, diante de congregação, é também periférico, não um aspecto central de reavivamento.

8.   Gritando e caindo no chão. Sim, isto aconteceu uns poucos tempos durante o reavivamento em Northampton, na igreja de Jonathan Edwards, e em algumas outras reuniões conduzidas por Dr. Asahel Nettleton no Segundo Grande Despertamento. Mas isto usualmente não aconteceu abaixo de ministério de George Whitefield, mesmo que isto aconteceu durante algumas reuniões aonde ele pregou em grande reavivamento no Cambuslang, Escócia. Isto não foi um aspecto de Terceiro Grande Despertamento abaixo de C. H. Spurgeon em London. Isto não aconteceu no Pentecoste até o ponto que eu posso dizer desde a Bíblia. Então, gritando e caindo no chão não é um aspecto central de reavivamento. Isto talvez pode acontecer, mas isto não precisa acontecer em um reavivamento. E pessoas sendo “arruinados no Espírito” quando tocados na testa por um evangelista não ocorreu no reavivamentos que eu tenho visto, isto nem ocorreu na maioria de reavivamentos na história (veja o capítulo seis do livro de Iain H. Murray, Pentecost Today? The Biblical Basis for Understanding Revival, Banner of Truth, 1998, pp. 134-169).


Eu não estou dizendo que estas coisas nunca ocorreram, mas istos não são certamente central, nem verdade em todo reavivamento através dos séculos. Se nós buscamos por estas coisas, nós iremos usualmente achar que nós havemos sido enganados, ou por fanatismo ou pelo próprio Diabo! Dr. Martyn Lloyd-Jones disse, “Você deve não exaltar ao primeiro e central posição assuntos o qual pertence ao perímetro” (Revival, Crossway Books, 1987, p. 60). Uma da reuniões mais feias que eu jamáis tenho atendido foi o tão-chamado reunião de “Laughing Revival” [Reavivamento de Alegria] em Florida, aonde risada foi o pensamento de enquanto o central aspecto de reavivamento! Dr. Arthur B. Houk e eu vimos outro perversão horrível de “reavivamento” uma noite em Pasadena, California, aonde pessoas se agaichavam como leões e gritavam como macacos! Eu até não tenho certeza porque eles pensaram que isto ajudaria eles! Isto pareceu nada mais que histeria coletiva de ordem mais inferior! Aonde estava Cristo em tudo isso?

9.   Você não pode “fazer” reavivamento vir. Isto veio desde “decisionismo.” Até jejum e oração não podem garantir reavivamento. O ensinamento que reavivamento depende na ação de Cristão veio desde Charles G. Finney (1792-1875). Isto tem feito grande dano porque isto fez pessoas pensar que reavivamento depende em eles ao invés de Deus. Deus unicamente decide quando Ele irá enviar reavivamento. Nós podemos e devemos orar por reavivamento. Mas Deus somente decide quando Ele irá enviar-nos um reavivamento. Nada que nós fazemos pode garantir um reavivamento. Isto está inteiramente nas mãos de Deus. “Poder pertence a Deus,” Salmos 62:11 (Leia Iain H. Murray, Pentecost Today?, The Banner of Truth Trust, 1998, pp. 8-16).


Então, o que, acontece em um reavivamento real? Quais são os aspectos principais de reavivamento verdadeiro? Dr. Lloyd-Jones listou várias coisas que acompanham reavivamento verdeiro. Ele baseou estas coisas em um estudo de Dia de Pentecoste, em seus aspectos principais, em seu grande livro, Revival (ibid., pp. 204-211).

1.   Deus vem no meio deles. Todo mundo está ciente de Sua presença, e Sua glória, e Seu poder. Isto é o que acontece, de certa forma, e em algum extensão, de todo reavivamento que a Igreja jamais conheceu. (Você não precisa ser contado que Deus está lá. Você sabe que Ele está lá! Isto foi minha própria experiência nos reavivamentos que eu tenho visto. Existiu um sentido de temor respeitoso e maravilha nas reuniões. Pessoas estavam chocados com temor respeitoso, sentindo a presença de um Deus Santo).

2.   A igreja é concedido, como um resultado de isto, grande certeza em relação da verdade. Pessoas são absolutamente certos e assegurados da verdade Bíblica. Isto é uma experiência universal em tempos de reavivamento.

3.   A igreja está cheio com grande alegria e um sentido de louvor. Pessoas de repente sabem que o Senhor tem chegado abaixo entre eles. “Seus rostos mostram isso. Eles estão transfigurados. Existe um olhar celestial que surgem em seus rostos, o qual é expressivo de esta alegria e louvor...o Espírito irradiando a personalidade inteira, e dando uma alegria o qual é ‘inexprimível, e cheio de glória’” (Lloyd-Jones, ibid., p. 206).

4.   Quando reavivamento chega, você não tem que exortar pessoas para vir à igreja para louvar e escutar pregação. Eles insistem em vir. Eles vêm noite após noite, e eles podem estar por horas, como as pessoas fizeram no Pentecoste.

5.   Um novo poder e audácia é cedido em pregação. Pregação poderoso de Evangelho é um característica de todos os reavivamentos reais. Um novo poder é experienciado em pregação. As pessoas escutam como se a vida deles dependem em isso. Quando o reavivamento vem a pregação própria irá atrair multidão de pessoas.

6.   Quando reavivamento vem pessoas submetem em convicção de pecado. Pessoas perdidas são tão condenados de pecado que eles estão em agonia. Eu penso que isso é talvez a maior prova que Deus tem enviado reavivamento para a igreja. Pessoas quem estavam frios e indiferentes são feitos à sentir “alarmados e aterrorizados” por pecado deles (Lloyd-Jones, ibid., p. 209). Isto é a prova que o Espírito Santo tem chegado de convencer eles “do pecado, e da justiça, e do juízo” (João 16:8). No Pentecoste eles estavam tão condenados de pecado que eles gritaram, “Que faremos, homens irmãos?” (Atos 2:37). Isto acontece em cada reavivamento real. Aonde convicção de pecado está ausente, você tem reavivamento falsificado. Deve existir a convicção de pecado pesado, o qual é verdade em todos os reavivamentos reais (Lloyd-Jones, ibid., p. 209).

7.   Pessoas irão confiar Cristo e encontrar perdão de pecado. Eles de repente vê que Jesus é sua única esperança de salvação. Eles simplesmente não “tomam decisões.” Ao invés eles correm para Cristo e “recebem” uma nova vida, e eles deixam sua vida antiga por que eles tem sido salvos por Jesus. Eles falam muito sobre o amor de Cristo e o Sangue de Cristo. O sangue expiatório de Crito é central em todos os reavivamentos verdadeiros.

8.   Os convertidos juntam com a igreja. Eles são “acrescentados à igreja” (Atos 2:47). Não existe a necessidade de “seguir depois” de reavivamento. Os convertidos automaticamente juntam a igreja – e você não consegue deter eles longe de reuniões de igreja! Eu vi isto acontecer no primeiro reavivamento que eu testemunhei, e em outros. Você não tem de ir atrás de convertidos. Eles são atraídos dentro da comunhão de igreja pelo poder de Deus. Dr. Lloyd-Jones disse, “Quando o Espírito Santo vem em poder, mais irá acontecer em uma hora que irá acontecer em cinquenta ou até cem anos como o resultado de sua [obra] ou minha...Ore que Deus tenha piedade, e de ter misericórdia, e derramar de novo seu Espírito Santo em meio de nós” (Lloyd-Jones, ibid., pp. 210, 211).


Queridos amigos, nós não estamos em um tempo de reavivamento em nossa igreja agora, mas o Espírito Santo está atraindo algumas pessoas ao Jesus até hoje. Como eu oro que você irá crer Jesus logo. Jesus morreu na Cruz para salvar você desde pecado. Ele derramou Seu Sangue eterno para purificar você desde todo pecado. Ele ressucitou desde a morte para dar você vida eterna. Eu peço que você confie Jesus agora, até antes que o reavivamento vem. Dr. Chan, por favor lidere nós em oração. Amém.

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana no Internete
em www.realconversion.com ou www.rlhsermons.com.
Clique no “Sermão em Português.”

Você pode mandar correio eletrônico para Dr. Hymers em Inglês rlhymersjr@sbcglobal.net
– ou você pode escrever para ele a P.O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015.
Ou liga ele para (818)352-0452.

Estes manuscritos de sermão não estão protegidos pelos direitos autorais. Você pode usar
eles sem permissão de Dr. Hymers. Porém, todos os messagens de video de Dr. Hymers
estão protegidos e pode somente ser usados por permissão.

Escritura Lido Antes de Sermão por Mr. Abel Prudhomme: Atos 8:5-8.
Solo Cantado Antes de Sermão por Mr. Benjamin Kincaid Griffith:
“O Breath of Life” (por Bessie P. Head, 1850-1936).