Print Sermon

Os manuscritos dos sermões e videos do site www.sermonsfortheworld.com alcançam agora cerca de 1.500.000 computadores em mais de 215 países por ano. Centenas de outros assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O Youtube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos em 36 idiomas para por volta de 120.000 pessoas por mês. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, assim pregadores podem usá-los sem nossa autorização. Por favor clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de espalhar o Evangelho para todo o mundo, incluindo as nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do rlhymersjr@sbcglobal.net.




UM HOMEM BOM PERDIDO E UM HOMEM MAU SALVO!

A GOOD MAN LOST AND A BAD MAN SAVED!
(Portuguese)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

Sermão pregado no Tabernáculo Batista de Los Angeles
Noite do Dia do Senhor, 5 de março de 2017
A sermon preached at the Baptist Tabernacle of Los Angeles
Lord’s Day Evening, March 5, 2017

“E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo, a orar; um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou, porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana e dou os dízimos de tudo quanto possuo. O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado”(Lucas 18:9-14).


Este texto é uma parábola. É uma história que Jesus contou para explicar uma grande verdade. Jesus contou esta parábola a alguns que eram muito confiantes, que confiaram em sua própria bondade, que olhavam para o próximo com desdém.

O Dr. R. A. Torrey era um grande evangelista. E ele freqüentemente pregava sobre esse texto. Ele chamou este sermão: "Um homem bom perdido e um homem mau salvo." Dr. Torrey disse: "Talvez alguns de vocês possam pensar que eu torci o assunto. Que o título devesse ser 'Um homem bom salvo e um homem perdido.' Mas você está errado. O tema é claro: " homem bom perdido e um homem mau salvo". Cristo nos contou essa história. Cristo falou sobre um homem bom e um homem mau. Cristo nos disse que o homem bom estava perdido e o homem mau foi salvo.

Os fariseus eram homens bons. Eles eram religiosos. Eles viviam uma vida correta. Os publicanos eram cobradores de impostos. Eles arrecadavam tanto dinheiro quanto podiam. Eles eram como gangsters. Eles forçavam as pessoas a dar-lhes grandes quantias de dinheiro. Eles, então, entregavam uma certa quantia do dinheiro para os romanos e guardavam o resto para si. O povo judeu os odiava. Eles eram considerados malignos traidores. Os publicanos eram os piores de todos os pecadores. Eles eram ladrões que extorquiam o povo. Nesta parábola Jesus estava, na realidade dividindo toda a raça humana em duas classes de pessoas – os que consideram-se justos e estão perdidos, e os que recohecem que são pecadores e são salvos. Os condenados e os eleitos. Os perdidos e os salvos. O joio e o trigo. Aqueles que estão no caminho largo para o inferno, e aqueles que estão no caminho estreito para a salvação. Jesus dividiu a raça humana, e todos aqui esta noite estão em um desses dois grupos. Em qual grupo está você nesta noite? Jesus disse: "Dois homens subiram ao templo para orar; um fariseu e outro publicano. "Um homem bom e um homem mau. Qual deles é você?

I. Primeiro, o “bom” homem que estava perdido.

“O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou, porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana e dou os dízimos de tudo quanto possuo” (Lucas 18:11-12).

Aos olhos do mundo o fariseu era realmente um homem "bom". Ele era um homem moral. Um homem de vida limpa. Um homem religioso. Um homem generoso. Um homem respeitável. Ele era um homem assim como eu antes de ser salvo. Eu vestia meu terno e andava pela sala da casa do meu tio. Os outros estavam bêbados, dormindo no sofá e no chão. Eu tinha uns 18 anos. Eu pensava: "Eu não quero ser como eles." Eu era um e bom rapaz. Eu não usava drogas. Eu não ficava bêbado. E eu já havia deixado de fumar. Eu era um bom rapaz. Eu já havia decidido ser um pregador da Palavra, como um ministro Batista. Eu era muito bom. Mas eu ainda estava perdido! Eu tinha orgulho de não ter feito as coisas que outros jovens tinham feito. Era orgulhoso de mim mesmo. Eu pensava que não havia nada de errado comigo. Mas eu ainda não me sentia bem comigo mesmo. Eu me perguntava: "O que mais Deus pode querer de mim?" Eu ia à igreja. Ia aos cultos de domingo pela manhã e à noite também. Ouvia Billy Graham pregar no rádio todos os domingos à tarde. Eu cantava no coro de jovens todos os domingos à noite. Eu havia me rendido ao ministério da pregação do Evangelho. Todavia, ainda lá no fundo do meu coração eu não tinha paz. A Bíblia diz: "Os ímpios, diz o meu Deus, não tem paz" (Isaías 57:21). O que mais poderia querer Deus de mim? Eu era como aquele fariseu!

Ele confiava em si mesmo. Ele desprezava os outros. Ele não admitia ser um pecador. Ele não reconhecia seu coração pecaminoso. Ele orava "consigo mesmo" ao invés de orar a Deus. Ele se vangloriava de sua própria justiça. E você é exatamente assim hoje à noite! Você acha que é bom o suficiente do jeito que é. Você está enganado. Você ouviu Satanás. Você foi enganado por ele. Você pode ser honesto e moral externamente. Mas seu coração é profundamente pecaminoso. A Bíblia diz que seu coração "é enganoso acima de todas as coisas e desesperadamente perverso" (Jeremias 17: 9). Quando eu prego sobre isso, você não gosta. Você se sente ansioso e desconfortável. Você não quer examinar seu coração. Você quer se esconder de Deus, como fez Adão. Você quer encobrir seu pecado, como fez Adão. Você quer culpar outras pessoas, como fez Adão. E você é amaldiçoado por Deus, como foi Adão! Você está perdido. Perdido em sua religião e moralidade. Perdido em auto-engano. Perdido em uma falsa esperança. E se você morrer assim como está, você estará perdido por toda a eternidade.

Por toda Eternidade,
Perdido pra sempre e sempre.
Por toda Eternidade,
Perdido pra sempre e sempre.
   (tradução livre de “Eternity” por Elisha A. Hoffman, 1839-1929).

Eu perguntava a mim mesmo: "O que mais pode Deus querer de mim?" Nada que eu fazia parecia ser suficiente! Eu me sentia desconfortável todos os dias e todas as noites - e você também! Você nunca vai se sentir feliz desta maneira! Você nunca terá paz desta maneira! "Os ímpios, diz o meu Deus, não têm paz " (Isaías 57:21). Você é como o jovem rico. Você guarda a lei de Deus externamente, mas não pensa na pecaminosidade interior de seu coração. Você não entende o sentido espiritual da lei de Deus. A lei de Deus que condena a menor luxúria de seu coração! Você é uma boa pessoa aos seus próprios olhos. Mas você é pecador aos olhos de Deus! Se morrer assim, você vai direto para as chamas do inferno eterno!

Por toda Eternidade,
Perdido pra sempre e sempre.

Mas eu quero mostrar-lhe mais uma coisa sobre esse homem. Sua oração mostra que ele era uma fraude; Ele era completamente falso. Ele não tinha consciência alguma de Deus. Sua "oração" era artificial e falsa. As orações de uma pessoa muitas vezes mostram que ela nunca foi convertida. Suas orações têm um som falso para eles. São orações mecânicas. São uma pretensão. Não são realmente orações! São apenas palavras vazias ditas para impressionar outros - ou para enganar a si mesmo. Na realidade, este homem não estava orando de jeito nenhum! Ele estava ali se gloriando de sua pretensa "bondade" - "Deus, eu te agradeço, que eu não sou como os outros." Que loucura! Será que não podia perceber que Deus estava vendo quão falsas eram suas palavras? Palavras falsas! Será que ele realmente cria em Deus? Não, de maneira alguma. Deus era para ele apenas uma idéia abstrata, não um Deus pessoal e real - não o Deus vivo! Como eu sei disso? Porque ele "se levantou e orou assim consigo mesmo" (Lucas 18:11). Poderia até ser traduzido ", orava para si mesmo" (NIV, nota a). Na realidade, este homem não orava a Deus. Ele só se vangloriava de sua própria bondade. Ele orava para si mesmo, não para Deus! Não é talvez dessa a maneira que você ora, caso ore? Você às vezes não sente que está apenas orando para ouvir a si mesmo? Não é por isso que você tem medo de orar em voz alta nas reuniões de oração? Não é porque você sabe que os outros pensariam que suas orações são falsas? Que você está apenas orando por orar? E isso não estará mostrando que você é uma pessoa perdida, uma pessoa perdida que realmente não pode orar a Deus? No versículo 14, Jesus claramente nos diz que este suposto "bom" homem não era "justificado". Ele não era salvo! Ele era um homem perdido. Ele era um homem religioso, mas perdido. Ele estava indo para o inferno por toda a eternidade!

Por toda Eternidade,
Perdido pra sempre e sempre.

Aquele homem era um hipócrita - e você também! Ele fingia orar a Deus - e você também! Um dia a sua própria "bondade" não irá ajudá-lo. Algo terrível vai acontecer com você, como acontece com todos. Mas naquele dia de terror e angústia sua hipocrisia não lhe fará nenhum bem. A Bíblia diz: "O tremor surpreendeu os hipócritas" (Isaías 33:14). Você morrerá e se apresentará diante de Deus, e Deus dirá: "Eu nunca vos conheci, afastai-vos de mim" (Mateus 7:23). Naquele momento, sua falsa religião não lhe servirá para nada. Deus lançará todos os hipócritas como você no fogo do inferno. O fariseu era um homem bom aos olhos do mundo. Mas ele era um homem perdido aos olhos de Deus! Você pode ser bom aos olhos do mundo. Mas você está perdido aos olhos de Deus.

II. Segundo, o mau homem que foi salvo.

"E o publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito dizendo: Deus tem misericórdia de mim, pecador" (Lucas 18:13).

Ele não havia sido um bom homem. Ele não era um homem moral. Ele não tinha visto quão pecaminoso ele era. O Espírito Santo lhe mostrou que ele era realmente um pecador perdido. Ele sentia que só merecia castigo de Deus. Ele sentiu-se como o salmista que disse: "Meu pecado está sempre diante de mim" (Salmo 51:3). Dr. John Gill disse: "Ele não podia olhar para cima; o rosto vermelho de vergonha; A tristeza lhe fez cair o semblante; O temor da ira e do desagrado [de Deus], o possuíram; Ele se considerava indigno da [graça de Deus]. Ele batia no peito .... ele assim fazia para despertar e agitar ... sua alma, para invocar Deus ... dizendo: "Deus tem misericórdia de mim, pecador"! Essa foi sua oração; breve, mas muito densa ... na qual há uma confissão de que ele era um pecador, um pecador em Adão, ou seja, um pecador que tinha [herdado] uma natureza pecaminosa de Adão, sendo concebido e nascido em pecado; E um pecador pela prática, tendo cometido muitas reais transgressões; Um pecador culpado e imundo - que merecia a ira de Deus, e a pior [parte do] inferno... a ira do Deus contra quem ele havia pecado (nota em Lucas 18:13).

E, você pode passar por convicção de pecado e ainda assim não ser salvo. Vi pessoas com o rosto encharcado de lágrimas de convicção. Mas que nunca foram salvas, mesmo depois de passar por um tempo de choro e tristeza por seu pecado. Eu vi pessoas passarem por muita tristeza e convicção de pecado. Mas que nunca foram convertidas. Eu ouvi as pessoas dizerem: "Eu me sentia pecadora e errada." Eu as ouvi em lágrimas dizerem coisas assim - mas elas nunca foram salvas! Como pode ser uma coisa dessas? Deixe-me esclarecer da melhor maneira possível. A convicção do pecado não é a conversão do pecado. Você pode estar sob convicção de pecado e ainda assim não ser salvo por Jesus. Eu vi pessoas quebrantadas em lágrimas repetidas vezes - e ainda assim elas nunca confiaram no Senhor Jesus Cristo. Dr. Martyn Lloyd-Jones entendeu isso. Ele disse: "Tornar-se cristão é uma crise, um evento crítico, uma grande agitação que o Novo Testamento descreve como um novo nascimento ou uma nova criação ... Mais do que isso, é descrito como sendo um ato sobrenatural [Feito] pelo próprio Deus, algo que é comparável à uma alma morta sendo vivificada ... "É uma crise na qual Deus faz você odiar seu coração pecaminoso. É uma crise que Deus cria dentro de você. Ele só vem quando a convicção faz com que você anseie por alívio. John Bunyan estava sob convicção de pecado por sete anos. Foram sete anos de inferno na terra. Eu sei por experiência própria que convicção do pecado não é conversão do pecado.

Ao verem uma pessoa com lágrimas nos olhos, os evangélicos modernos pensam que são salvos! Mas eles ainda não estiveram nas profundezas da agonia. Quando você vê uma lágrima e imediatamente lhes diz quem confiem em Cristo, isso geralmente não acontece. Eles ainda não foram quebrantados o suficiente para esperarem que Jesus os salve. É por isso que muitas vezes dizem: "Eu, então, confiei em Jesus." Eles escrevem uma página inteira sobre si mesmos. Mas eles têm muito pouco a dizer sobre o Senhor Jesus Cristo. Então, quando os questionamos algumas semanas mais tarde, eles dizem: "Eu creio que Jesus morreu por mim." "Isso" mostra que eles só confiaram em uma doutrina, não no próprio Jesus. Um pecador perdido nunca confiará no próprio Jesus. Não até que você esteja muito desanimado. Não até que você não veja outra maneira de escapar da dor e angústia de convicção. Às vezes isso acontece rapidamente. Mas geralmente você tem que passar por várias conversões falsas. Só então você vai dizer como o Apóstolo: "Miserável homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte? "(Romanos 7:24). Só então você vai clamar pela misericórdia de Deus como o publicano fez! Só então Deus responderá e o atrairá para Jesus!

Os evangélicos modernos querem que tudo seja feito rapida e facilmente. Nós vimos isso no avivamento do ano passado. Muitos de vocês saíram dizendo: "E então eu confiei em Jesus para salvar-me". Ou "então eu cri que Jesus me salvou". O Senhor Jesus Cristo foi quase inteiramente deixado de fora. Pura e simplesmente porque você não foi convicto pelo pecado. Condenado pelas trevas de seu coração. Convicto de sua inimizade contra Deus. Convicto pelo fato de que você não pode mudar a si mesmo. John Cagan disse: "Eu tinha que vir a Jesus, mas não podia." "Ó miserável homem que eu sou, quem me livrará? Nós dizemos que você só acreditou que Jesus poderia salvá-lo. Você fica um pouco mexido por dentro, mas logo volta outra vez para o sono espiritual. E a maioria de vocês nunca se converte! Você deve voltar e passar por todo o processo de convicção novamente. A conversão é a coisa mais importante que acontecerá em sua vida. Você não pode explicar sua fé em Jesus em uma frase. Ou metade de uma frase, como uma menina fez, uma menina que agora voltou ao sono, e agora não tem convicção alguma. Se você não está sob a convicção de pecado, em lágrimas, por que você vem à frente? Você acha que podemos fazer alguma coisa? Algo para que você passe por toda a experiência em poucos minutos? Embora você venha ao altar mil vezes não há nada que possamos fazer por você. Não há nada que possamos lhe ensinar. Não há nada que possamos dizer para ajudá-lo! Somente Deus pode ajudá-lo - e Deus nunca ajuda hipócritas. Você poderia ganhar um diploma de doutorado em uma universidade sem estudo profundo e noites sem sono? Claro que não! Mas a conversão em Jesus é infinitamente mais importante do que um Ph.D. Uma verdadeira conversão é a experiência mais importante que você já terá em toda sua vida. Mas você nunca será convertido até que se sinta perdido. Você nunca será convertido até que sinta impossível. Você nunca será convertido até que você odeie o pecado de seu coração e vida. Até que você clamar, "Deus, tem misericordia de mim, pecador." Vamos nos levantar e cantar o hino número 10 em sua folha de hinos. É "Vem, Pecador " por Joseph Hart (1712-1768).

Agora, eu quero exortá-los a confiar em Jesus nesta noite. Se você está sob convicção, se você se sente desesperado, se você se sente perdido, venha até aqui à frente ao púlpito e nós conversaremos com você sobre Jesus. Jesus desceu do Céu para a Terra. Ele foi pregado numa cruz e morreu lá em seu lugar, para pagar a penalidade por seu pecado, para resgatá-lo do julgamento e do Inferno. E Jesus ressussitou fisicamente dos mortos e subiu de volta ao céu. Quando você confiar Nele, Ele o salvará de seu pecado. Fiquemos de pé e cantemos, "Vem, Pecador." É o número 10 em sua folha de hinos.

Vem Pecador vil, necessitado, Fraco e ferido, enfermo e em dor;
   Cristo está pronto para salvar-te, cheio de graça, poder e amor:
Ele é capaz, Ele é capaz, e quer salvar-te, não duvides mais;
   Ele é capaz, Ele é capaz, e quer salvar-te, não duvides mais;

Vem pecador cansado, oprimido, tão ferido, infiel;
   Se esperares que melhores, nunca a Cristo chegarás:
Não aos justos, Cristo veio; mas ao pecador chamar
   Não aos justos, Cristo veio; mas ao pecador chamar

Veja o Salvador, em glória, no poder do Sangue confiarás;
   Inteiramente a Ele te entregues, em nenhum outro a fé porás;
Só Jesus Cristo, só Jesus Cristo pode o pecador salvar
   Só Jesus Cristo, só Jesus Cristo pode o pecador salvar
("Vem, Pecador" por Joseph Hart, 1712-1768, alterado pelo Pastor).


AO ESCREVER PARA DR. HYMERS, VOCÊ PRECISA MENCIONAR O PAÍS DO QUAL VOCÊ ESTÁ ESCREVENDO, CASO CONTRÁRIO ELE NÃO PODERÁ RESPONDER SEU E-MAIL. Se estes sermões o abençoam envie um e-mail para o Dr. Hymers para dizer-lhe, mas sempre inclua o país do qual você está escrevendo. O e-mail do Dr. Hymers é: rlhymersjr@sbcglobal.net (clique aqui). Você pode escrever para Dr. Hymers em qualquer idioma, mas, se puder, escreva em Inglês. Se você quiser escrever para Dr. Hymers pelo correio, seu endereço é: P. O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015. Você pode contatá-lo via telefone: (818) 352-0452.

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana na Internet
em www.sermonsfortheworld.com.
Clique no “Sermão em Português.”

Estes manuscritos de sermão não estão protegidos com direitos autorais. Você pode usá-
los sem permissão do Dr. Hymers. Porém, todas as mensagens de vídeo do Dr. Hymers
estão com direitos autorais e podem ser usados somente com permissão.

Solo Cantado Antes do Sermão por Benjamin Kincaid Griffith:
“Come, Ye Sinners” (por Joseph Hart, 1712-1768).


O ESBOÇO DO

UM HOMEM BOM PERDIDO E UM HOMEM MAU SALVO!

A GOOD MAN LOST AND A BAD MAN SAVED!

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

“E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo, a orar; um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou, porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana e dou os dízimos de tudo quanto possuo. O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado” (Lucas 18:9-14).

I.   Primeiro, o homem “bom” que estava perdido, Lucas 18:11-12; Isaias 57:21; Jeremias 17:9; Isaias 33:14; Mateus 7:23.

II.  Segundo, o homem “mau” que foi salvo, Lucas 18:13; Salmo 51:3; Romanos 7:24.