Print Sermon

Os manuscritos dos sermões e videos do site www.sermonsfortheworld.com alcançam agora cerca de 1.500.000 computadores em mais de 215 países por ano. Centenas de outros assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O Youtube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos em 36 idiomas para por volta de 120.000 pessoas por mês. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, assim pregadores podem usá-los sem nossa autorização. Por favor clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de espalhar o Evangelho para todo o mundo, incluindo as nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do rlhymersjr@sbcglobal.net.




ORDEM E ARGUMENTO NA ORAÇÃO – PARTE II

ORDER AND ARGUMENT IN PRAYER – PART II
(Portuguese)

por John Samuel Cagan

Um sermão pregado no Tabernáculo Batista de Los Angeles
Noite de Sábado, 3 de setembro de 2016
A sermon preached at the Baptist Tabernacle of Los Angeles
Saturday Evening, September 3, 2016

“Ah! Se eu soubesse que o poderia achar! Então me chegaria ao seu tribunal. Com boa ordem exporia ante ele a minha causa e a minha boca encheria de argumentos” (Jó 23:3-4).


Estamos discutindo como fazer orações com boa ordem e argumentos. A fim de fazer isso, é importante que você tenha na memória histórias e versículos da Bíblia. Argumento por analogia é uma maneira poderosa para fortalecer um ponto. Uma analogia é uma comparação entre duas coisas através de semelhanças estruturais. Ao orar por algo grande e miraculoso, reporte-se a feitos grandes e miraculosos de Deus na Bíblia. Se você está orando por algo que chama menos atenção, faça referência a algo que destaca a forma como Deus é detalhista e específico. Tudo isso só é significativo porque Deus responde orações. Há muitos exemplos na Bíblia onde Deus responde a orações com boa ordem, razão e argumento. Há muitos exemplos na Bíblia de pessoas que argumentaram com Deus.

I. Em primeiro lugar, a resposta de Deus à oração com boa ordem

Moisés orou por Israel no deserto. O povo havia se afastado de Deus e adorado a um bezerro de ouro. Deus ameaçou destruir o povo. Moisés, então, orou pelo povo. A Bíblia diz:

“Moisés suplicou ao SENHOR, seu Deus, e disse: Ó SENHOR, por que se acende o teu furor contra o teu povo, que tu tiraste da terra do Egito com grande força e com forte mão? Por que hão de falar os egípcios, dizendo: Para mal os tirou, para matá-los nos montes e para destruí-los da face da terra? Torna-te da ira do teu furor e arrepende-te deste mal contra o teu povo” (Êxodo 32:11,12)

Moisés estava dizendo a Deus: "Senhor, o que os povos dirão de Ti? O que eles vão pensar de Teu grande nome se destruíres este povo "Então Moisés lembrou a Deus a promessa que Ele havia feito:

“Lembra-te de Abraão, de Isaque e de Israel, teus servos, aos quais por ti mesmo tens jurado e lhes disseste: Multiplicarei a vossa semente como as estrelas dos céus e darei à vossa semente toda esta terra, de que tenho dito, para que a possuam por herança eternamente.” (Êxodo 32:13).

Moisés lembrou a Deus a promessa que Ele havia feito a Abraão, Isaac e Jacó (Israel), que multiplicaria seus descendentes e dar-lhes-ia a terra de Canaã. “Se destruíres o povo agora, Tua promessa não será cumprida.” Deus respondeu a oração de Moisés. A Bíblia diz: "E o Senhor arrependeu-se [mudou de idéia sobre] do mal que havia de fazer ao seu povo" (Êxodo 32:14). Deus mudou de idéia. Ele não destruiu o povo. Deus respondeu a oração de Moisés.

Um argumento pode incluir referências a sofrimentos do povo de Deus. Somos todos humanos. Quando coisas terríveis acontecem, nós as experimentamos através da dor e do sofrimento. Até mesmo Jesus chorou quando Lázaro morreu. Se um ente querido vem a você, e conta-lhe a dor que está experimentando e usa essa situação como um pedido de ajuda, este seria um meio poderoso de persuasão. Deus nos ama mais do que jamais poderia amar outra pessoa. Apresente ao Senhor as dores do seu coração, do coração de um amigo, e do povo de Deus em seus argumentos.

Após Jerusalém haver sido destruída Jeremias orou: "Lembra-te, Senhor, o que nos tem sucedido; considera, e olha para o nosso opróbrio" (Lamentações 5: 1) Depois a destruição de Jerusalém, o salmista também disse:

“Ó Deus, as nações entraram na tua herança; contaminaram o teu santo templo; reduziram Jerusalém a montões de pedras. Deram os cadáveres dos teus servos por comida às aves dos céus e a carne dos teus santos, às alimárias da terra. Derramaram o sangue deles como água ao redor de Jerusalém, e não houve quem os sepultasse. Estamos feitos o opróbrio dos nossos vizinhos, o escárnio e a zombaria dos que estão à roda de nós." (Salmo 79: 1-4).

Ele falou com Deus sobre os sofrimentos de seu povo, Israel. Ele, então, orou pedindo a Deus que defendesse Sua própria reputação, Seu próprio nome. Ele disse a Deus: “Ajuda-nos, ó Deus da nossa salvação, pela glória do teu nome; e livra-nos e perdoa os nossos pecados, por amor do teu nome. (Salmo 79:9) Ele, então continuou: Por que diriam os gentios: Onde está o seu Deus? (Salmo 79:10). Ele orou pedindo a Deus que defendesse Sua própria honra e Seu nome entre os povos perdidos.

Antes de levantar-me para orar, eu tento pensar nos feitos de Deus na Bíblia que podem aplicar-se à nossa situação presente. Fazer referência à Bíblia é a apresentação das eveidência, das provas perante Deus. É importante que você leia sua Bíblia e preste atenção no que está lendo. Muitas vezes, mesmo se você não consegue lembrar de um versículo palavra por palavra, você vai se lembrar de uma idéia tirada da Bíblia, e você poderá aplicar essa idéia em seu argumento. Isso pode levar um pouco de tempo, criatividade e elaboração de seus pensamentos, mas, muitas vezes, é o que é necessário para apresentar seus argumentos a alguém, especialmente a Deus. Ele é agora o mesmo Deus que foi outrora. Davi orou: “Tu foste minha ajuda; não me deixes, nem me desampares, ó Deus da minha salvação” (Salmo 27: 9).

Moisés orou: "Tu tiraste este povo da terra do Egito com grande poder e com mão forte" (Êxodo 32:11). Ele estava dizendo: "Ó Deus, Tu nos tiraste da terra do Egito. Tu não nos tiraste de lá para nos deixar morrer no deserto! "O que Deus fez por outros? Nos tempos bíblicos? Na história? Por nossa igreja? Por voce? Pense em como estes argumentos apontam para o que Deus fez no passado.

Ó Deus, Tu enviaste renascimento no século 18 para Wesley e Whitefield.
Tu enviaste Teu Espírito para a Ilha de Lewis, e para a China. Tu és capaz de enviar o teu Espírito aqui também!
Tu salvaste minha alma. Tu salvaste as almas de outros aqui. Salva esta pessoa também!
Tu conservaste esta igreja ao passar por uma divisão terrível. Tu não nos conservaste ao passar por aquilo apenas para morrermos. Portanto, Senhor, traz vida à nossa igreja!
Tu tens feito grandes coisas por nós, como (cite exemplos). Tu respondeste às minhas orações. Tu respondeste às orações dos outros (liste orações respondidas suas ou de outras pessoas). Então, responda à esta oração!

Sempre mencione os sofrimentos, a morte, o sangue, a oração intercessória de Cristo Jesus. Cristo convida-nos a orar em Seu nome. Jesus é a nossa justiça. Ele é o único caminho para Deus, o Pai. Jesus disse: "Ninguém vem ao Pai, senão por mim" (João 14: 6). Jesus disse aos discípulos: "Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei" (João 14:14). Você não tem justiça alguma de você próprio. Em si mesmo, você é simplesmente um pecador e nunca será outra coisa. Mas se você tem confiado em Cristo, Deus olha para você com os seus pecados já perdoados, lavados pelo Sangue de Jesus. E você receberá a justiça de Cristo. Assim, você pode orar a Deus em nome de Jesus e Deus vai ouvi-lo como se você não fosse um pecador - na verdade, como se fosse o próprio Jesus. A Bíblia diz:

“Visto que temos um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão... Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” (Hebreus 4:14, 16).

A Bíblia diz: "Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus" (Hebreus 10:19). Não temos o direito em nós mesmos para estar diante de Deus, mas em Cristo e pelo Seu Sangue podemos ousar entrar diretamente em Sua presença.

O próprio Cristo está orando por nós. A Bíblia diz que Ele , "vive sempre para interceder [orar] para [nós]" (Hebreus 7:25).

Lembre-se que Deus é uma pessoa, não uma máquina ou uma força. Deus responde à oração, todavia você deve ser persistente e continuar a pedir - às vezes por muitos anos. Dr. Hymers orou muitos anos por sua mãe antes que ela fosse salva. Marie Monson, missionária na China, orou por avivamento por mais de vinte anos até que ele viesse. Muitas vezes as pessoas têm orado por trinta ou quarenta anos antes de vir um avivamento.

Ao ensinar seus discípulos a orar, Jesus lhes contou a parábola do amigo importuno. Ele disse: "Ainda que ele não se levante a dar-lhos, por ser seu amigo, levantar-se-á, todavia, por causa da sua importunação [persistência, não desistir] e lhe dará tudo o que houver mister" (Lucas 11: 8). Você deve continuar orando até que venha a resposta.

Jesus disse: "Pedi e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, abrir-se-vos-á" (Mateus 7:7). No grego significa "continuar pedindo", "continuar buscando", "continuar batendo." Pode levar algum tempo antes que a resposta seja obtida. Cristo disse: "E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele dia e noite, ainda que tardio para com eles?" (Lucas 18:7). Por que às vezes leva um longo tempo antes da resposta vir? Porque Deus é uma pessoa, não uma força. Se Deus fosse uma máquina ou uma força, você poderia orar apenas uma vez e fazer com que a resposta viesse. Mas Deus é uma Pessoa. Às vezes, Deus espera um longo tempo antes de dar a resposta.

Porque Deus é uma pessoa, não uma força, às vezes a resposta é "não". A oração não é mágica. Não é manipular Deus. A oração não faz Deus fazer as coisas. A oração pede a Deus para fazer as coisas. Deus não é uma força. Ele é uma Pessoa. Porque Ele é um Deus amoroso e cuidadoso, Ele responde a oração; não automaticamente como uma força, mas como uma pessoa respondendo à outra pessoa.

Você nem sempre receberá aquilo que pede em oração. Deus é uma pessoa. Ele pode dizer "não". Ainda menina, a missionária Amy Carmichael pediu a Deus para mudar a cor de seus olhos. Isso não aconteceu, e ela se perguntou porque até que Deus lhe disse que "não" era uma resposta tanto quanto "sim".

II. Em segundo lugar, uma oração com boa ordem reivindica as promessas de Deus.

Deus é verdadeiro. Deus é fiel. Deus cumpre Suas promessas. Toda a Bíblia é verdadeira. Qualquer coisa que Deus diz na Bíblia pode ser reivindicado como verdade em oração. Jesus disse: "A tua palavra é a verdade" (João 17:17). Ele disse: "A Escritura não pode ser anulada" (João 10:35).

Reivindique as palavras de Deus desta maneira:

“Tu o disseste:” (Gênesis 32:12).
“Faze-o como Tu disseste” (II Samuel 7:25).

O Salmo favorito do Dr. Hymers é o Salmo 27. Seu pai o abandonou quando ele tinha dois anos de idade. Aos doze anos ele não podia viver com sua mãe, e durante anos ele teve que viver com parentes que não se importam com ele. Ele tomou para si o conforto do Salmo 27:10: “Quando meu pai e minha mãe me abandonarem, então o Senhor me acolherá.”

Jesus disse: "Qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem "(Mateus 7:9-11)?. Meu pai, o Dr. Cagan, reivindicou estes versos muitas vezes. Ele disse: "Deus, se meu filho me pedisse um peixe eu não lhe daria uma cobra. Se ele me pedisse pão eu não lhe daria uma rocha. E, Senhor Deus, Tu não vais me tratar desse maneira também. Ó Deus, eu oro, dá-me o que eu preciso." E Deus lhe deu.

Meu pai reivindicou a Palavra de Deus para pedir-Lhe boas coisas – aquilo que ele precisou. E você pode reivindicar a Palavra de Deus para pedir por Sua ajuda e presença - para que Deus envie o Espírito Santo. Cristo disse: "Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que lho pedirem. (Lucas 11:13).

Cristo prometeu responder orações feitas por intermédio Dele, em Seu nome. Jesus disse: "Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei" (João 14:14). Ao orar, tome posse desta promessa.

Jesus prometeu ouvir especialmente a oração feita por grupos de pessoas, em reuniões de oração da igreja ou em pequenos grupos que se reúnem para orar. Cristo disse: "Se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isto lhes será feito meu Pai que está nos céus" (Mateus 18:19). Mais uma vez, Jesus disse: "Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, aí estou Eu no meio deles" (Mateus 18:20). Tome posse desta promessa quando você orar.

Deus prometeu para atender às nossas necessidades. A Bíblia diz: "O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus" (Filipenses 4:19). Isso não significa que Deus vai torná-lo rico, se você pedir dinheiro. Isso significa que Deus suprirá todas as suas necessidades. E Ele o fará! Tome posse desta promessa na Palavra de Deus quando orar!

Deus prometeu dar-lhe força para fazer o que tem que fazer. A Bíblia diz: "Os que esperam no Senhor [“esperar no Senhor" significa orar!] Renovarão as suas forças; subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão; e andarão, e não se fatigarão "(Isaías 40:31). Tome posse desta promessa quando você orar!

Deus prometeu ouvi-lo, se você clamar a Ele quando estiver em angústia. Deus disse: "Invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás" (Salmo 50:15). Tome posse desta promessa. Diga a Deus o que Ele disse em Sua Palavra. Em seguida, clame: "Deus, eu estou em angústia. Por favor me ajude."

Deus prometeu ouvi-lo, mesmo até ao orar por coisas - como o avivamento - que você nunca viu. Deus disse: "Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes" (Jeremias 33:3). Tome posse desta promessa quando você orar por avivamento.

Não tenha medo de orar por coisas que parecem impossíveis. Cristo disse: "Com Deus todas as coisas são possíveis" (Marcos 10:27). Jeremias disse a Deus: "Não há nada demasiadamente difícil para ti" (Jeremias 32:17).

Você pode orar por algo que você não crê que vá acontecer, ou possa acontecer. Um homem disse a Jesus como seu filho era perturbado por um demônio. Cristo disse-lhe: "Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê" (Marcos 9:23). O homem respondeu: "Senhor, eu creio; Ajuda a minha incredulidade "(Marcos 9:24). Cristo libertou o menino do espírito malígno, embora seu pai não pudesse crer aquilo pudesse acontecer. Deus o encoraja a orar, mesmo que a sua fé seja fraca, mesmo se você não creia que a resposta possa vir.

Dr. Hymers pregou um sermão chamado “Incredulidade e Avivamento - Uma nova abordagem” Ele mostrou como você pode orar por coisas, tais como o milagre do reavivamento, mesmo que você nunca o tenha visto. Deus disse na Bíblia, "Eu derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes" (Isaías 44:3). Uma pessoa na ilha de Lewis tomou posse desta promessa em oração. E Deus mandou um grande reavivamento para aquele lugar.

Há muitas, muitas promessas na Bíblia. Deus honrará a Sua Palavra. Tome posse da Sua Palavra em oração. Tome posse de Suas promessas! Deus ouvirá seus argumentos e sua oração com boa ordem. Amém.


AO ESCREVER PARA DR. HYMERS, VOCÊ PRECISA MENCIONAR O PAÍS DO QUAL VOCÊ ESTÁ ESCREVENDO, CASO CONTRÁRIO ELE NÃO PODERÁ RESPONDER SEU E-MAIL. Se estes sermões o abençoam envie um e-mail para o Dr. Hymers para dizer-lhe, mas sempre inclua o país do qual você está escrevendo. O e-mail do Dr. Hymers é: rlhymersjr@sbcglobal.net (clique aqui). Você pode escrever para Dr. Hymers em qualquer idioma, mas, se puder, escreva em Inglês. Se você quiser escrever para Dr. Hymers pelo correio, seu endereço é: P. O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015. Você pode contatá-lo via telefone: (818) 352-0452.

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana na Internet
em www.sermonsfortheworld.com.
Clique no “Sermão em Português.”

Estes manuscritos de sermão não estão protegidos com direitos autorais. Você pode usá-
los sem permissão do Dr. Hymers. Porém, todas as mensagens de vídeo do Dr. Hymers
estão com direitos autorais e podem ser usados somente com permissão.

O ESBOÇO DO

ORDEM E ARGUMENTO NA ORAÇÃO – PARTE II

ORDER AND ARGUMENT IN PRAYER – PART II

por John Samuel Cagan

“Ah! Se eu soubesse que o poderia achar! Então me chegaria ao seu tribunal. Com boa ordem exporia ante ele a minha causa e a minha boca encheria de argumentos” (Jó 23:3-4).

I. Em primeiro lugar, a resposta de Deus à oração com boa ordem,
Êxodo 32:11-12, 13, 14; Lamentações 5:1; Salmo 79:1-4, 9, 10;
Salmo 27:9; João 14:6, 14; Hebreus 4:14, 16; 10:19; 7:25;
Lucas 11:8; Mateus 7:7; Lucas 18:7.

II. Em segundo lugar uma oração com boa ordem reivindica as promessas de Deus, João 10:35; Gênesis 32:12; II Samuel 7:25; Salmo 27:10;
Mateus 7:9-11; Lucas 11:13; João 14:14; Mateus 18:19, 20;
Filipenses 4:19; Isaias 40:31; Salmo 50:15; Jeremias 33:3;
Marcos 10:27; Jeremias 32:17; Marcos 9:23, 24; Isaias 44:3.