Print Sermon

Os manuscritos dos sermões e videos do site www.sermonsfortheworld.com alcançam agora cerca de 1.500.000 computadores em mais de 215 países por ano. Centenas de outros assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O Youtube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos em 36 idiomas para por volta de 120.000 pessoas por mês. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, assim pregadores podem usá-los sem nossa autorização. Por favor clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de espalhar o Evangelho para todo o mundo, incluindo as nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do rlhymersjr@sbcglobal.net.




A ORIGEM DE GLÓRIA DO CRISTO

(SERMÃO NÚMERO 14 SOBRE ISAÍAS 53)
THE SOURCE OF CHRIST’S GLORY
(SERMON NUMBER 14 ON ISAIAH 53)
(Portuguese)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

Sermão pregado no Tabernáculo Batista de Los Angeles
Dia do Senhor de manhã, 21 de Abril, 2013
A sermon preached at the Baptist Tabernacle of Los Angeles
Lord’s Day Morning, April 21, 2013

“Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores” (Isaías 53:12).


John Trapp foi um pregador Puretano quem morou em 17 século (1601-1669). Foi dito que ele foi o “mais industrioso e um pregador excelente. [Sua] fama situa sobre seu Comentário de Bíblia Inteira, o qual [nos indica um exemplo] de estudo de Bíblia Puritano em seu melhor; isto está caracterizado por humor fantástico e conhecimento profundo” (Elgin S. Moyer, Ph.D., Who Was Who in Church History, Keats Publishing, 1974, p. 410). Comentário de Trapps foi altamente recomendado por Spurgeon. Em relação ao quinquagésimo terceiro capítulo de Isaías, John Trapp disse,

Aqui cada palavra tem seu peso, e isto é bem certo que os apóstolos e evangelistas, em descrevendo mistérios de nossa salvação, têm grande respeito como este capítulo inteiro de Isaías…E isto necessariamente precisa estar que o profeta, quando ele escreveu eatas coisas, estava habitado com um grande Espírito maravilhoso, porque nesta ele tão claramente apresentou o Senhor Jesus Cristo em seu estado dúplo de humilhação e de exaltação, que enquanto outro [autores] de Antigo Testamento apropria luz de Novo [Testamento], este capítulo concede luz ao Novo em bastante lugares (John Trapp, A Commentary on the Old and New Testaments, Transki Publications, 1997, volume III, page 410).

De fato, nosso texto esta manhã “concede luz” e dá profundidade ao nosso entendimento do que nós lemos em Novo Testamento. Invez de Novo Testamento explicar Isaías 53, é ao contrário. Isaías 53 ajuda a explicar o Novo Testamento! O qual é altamente raro.

Dr. Jack Warren disse, de nosso texto, “Este último versículo [de Isaías 53] fecha o capítulo em uma nota interessante: isto honra o Salvador por derramar sua alma e por sendo numerado com os transgressores” (Jack Warren, D.D., Redemption in Isaiah 53, Baptist Evangel Publications, 2004, p. 31).

“Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores” (Isaías 53:12).

Agora, esta manhã, Cristo está apreciando a recompensa que Seu Pai concedeu à Ele – “Por isso lhe darei a parte de muitos.” Nenhum em Céu despreza ou rejeita Cristo. O exército inteiro do Céu adora Ele! Toda glória é mostrado ao redor Dele em Seu trono, a lado direiro do Pai. O que Cristo tinha feito para merecer esta honra e glória? Porque Éle é designado a receber “parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo”? A resposta está que Ele tinha feito quatro coisas.

I. Primeiro, Ele derramou Sua alma na morte.

“Porquanto derramou a sua alma na morte…” (Isaías 53:12).

Cristo fez isto deliberadamente. Ele fez isto com pensamento e atenção, não por um impulso emocional repentino. Deliberadamente Ele derramou Sua alma, pouco à pouco, até no fim Ele esvaziou tudo, e gritou,

“Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito”
       (João 19:30).

Lembra que Cristo fez isto voluntariamente. Ele disse,

“Dou a minha vida…Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou” (João 10:17, 18).

Isto é um ponto importante. Nós devemos entender que Jesus não morreu por acidente. Ele deliberadamente foi à Sua morte; Ele deliberadamente entregou Sua vida para pagar o castigo por nossos pecados. “Porquanto derramou a sua alma na morte” na Cruz, não porque Ele precisou fazer assim, mas por sua causa, e por minha – pela salvação de todos aquele quem colocou sua confiança em Ele.

Acredite Ele, depois, não dá passo atrás. Entrega sua alma, completamente creendo Ele, como Ele entregou Sua alma na morte por vocês. Vem, e descansa em Cristo, e então você verá porque Ele é coronado com honra e glória. Ele tem um posição honrado porque Ele

“padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus” (I Pedro 3:18).

Sua morte na Cruz, o qual causou Ele tanta vergonha, tem agora causado Ele tanta honra e glória que Ele recebe “a parte de muitos,” e reparte “com os poderosos…o despojo.” Assim, Deus dá Ele “os gentios por [Sua] herança” (Salmos 2:8). Assim, Deus diz, “Eu darei ele para conquistar, saquear, e corromper os espíritos malignos… e isto ele terá por uma recompensa de seu morte ignominioso [vergonhoso]” (Trapp, ibid.).

“E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo” (Colosenses 2:15).

“The Powers of Death” [Os Poderes de Morte]. Vamos cantar!

Os poderes de morte têm feito seu pior,
   Mas Cristo legiões deles têm dispersado:
Deixe gritos de gozo santo sair. Alelúia!
   Alelúia! Alelúia! Alelúia!
(“The Strife is O’er” traduzido por Francis Pott, 1832-1909).

Ele tem sido entregado honra e glória porque Ele derramou Sua alma na morte para salvar pecadores. Vem, e confie Ele! Vem, e confie Ele completamente! Vem, e confie Ele agora!

II. Segundo, Ele foi contado com pecadores.

“Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores…” (Isaías 53:12).

Cristo tomou Seu lugar entre pecadores. Por todo Seu ministério terrestre, Ele foi associado com pessoas pecaminosas. Isto foi uma das reclamações principais de Fariseus. Em escárnio, eles chamaram Ele,

“amigo dos publicanos e pecadores” (Lucas 7:34).

E, em Sua morte na Cruz, Ele foi crucificado entre dois criminais.

“[Ele] foi contado com os transgressores” (Isaías 53:12).

Isto é, Ele estava “contado” (Strong) com eles. “Não que Ele foi um transgressor, mas foi tratado assim quando foi criucificado com ladrões” (Jamieson, Fausset and Brown, volume 2, p. 733). Evangelho de Marcos diz,

“E crucificaram com ele dois salteadores, um à sua direita, e outro à esquerda. E cumprindo-se a escritura que diz: E com os malfeitores foi contado” (Marcos 15:27-28).

Dr. Young disse, “Eles não formam somente pecadores, mas atual criminais” (Edward J. Young, Ph.D., The Book of Isaiah, 1972, volume 3, p. 359). Eles foram “transgressores.” A palavra Grefa é “anomos,” o qual significa uma pessoa quem flagrantemente desafia ao lei (Vine). Assim, Cristo foi contado com o tipo pior de pecadores! Música amorosa de Anna Waterman diz,

Por Ele salvou o pior enter vocês, Quando Ele salvou coitado como mim.
   E eu sei, sim, eu sei, sangue de Jesus pode fazer o pecador desprezível limpo;
E eu sei, sim, eu sei, sangue de Jesus pode fazer o pecador desprezível limpo.
   (“Yes, I Know!” por Anna W. Waterman, 1920).

Evangelho de Lucas nos diz que um dos dois ladrões acreditou em Jesus e foi salvo (Lucas 23:39-43). Dr. John R. Rice disse, “Um ladrão foi salvo que o pecador deprezível talvez não desesperar…” (John R. Rice., D.D., The King of the Jews, Sword of the Lord, 1980 reprint, p. 475). Dr. McGee disse,

Qual foi a diferença entre [os dois ladrões]? Não tinha nenhum – ambos foram ladrões. A diferença situa no fato que um ladrão acreditou em Jesus Cristo e outro não (J. Vernon McGee, Th.D., Thru the Bible, Thomas Nelson, 1983, volume IV, p. 354).

“Ele foi contado com os transgressores.” Isto mostra que Jesus voluntariamente colocou a Si mesmo em lugar de pecadores piores. Pecadores podem ser salvos porque Ele foi contado com eles. Mas vocês devem confiar Ele para ser salvo.

Cristo é agora honrado porque Ele condescendeu a permanecer em lugar dos pecadores, e tomar pecado deles em Si mesmo, fazendo o possível por eles para ser salvos. Assim, ele é honrado porque Ele “foi contado com os transgressores.” “Yes, I Know!” [Sim, Eu Sei!] Cantemos o coro!

E eu sei, sim, eu sei, sangue de Jesus pode fazer o pecador desprezível limpo;
E eu sei, sim, eu sei, sangue de Jesus pode fazer o pecador desprezível limpo.
   (“Yes, I Know!” por Anna W. Waterman, 1920).

III. Terceiro, Ele carregou o pecado de muitos.

Vamos-nos levantar e ler o texto em alta voz, terminando com as palavras, “pecado de muitos.”

“Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos…” (Isaías 53:12).

Vocês podem sentar-se.

“Ele levou sobre si o pecado de muitos.” Como o Apóstolo Pedro coloca,

“Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro” (I Pedro 2:24).

Isto é salvação por substituição. Cristo leva sobre si seu pecado “em seu corpo” ao Cruz. Ele paga o castigo de seu pecado por levar sobre em Si mesmo e morrendo em seu lugar. Sem expiação através de morte substitutiva de Jesus não existe Evangelho. Sua morte vicária por pecadores é o coração e a essência do Evangelho. Spurgoen disse,

Agora, estas três coisas – que ele derramou sua alma na morte, e carregou o castigo dos pecadores; que ele foi contado com os transgressores, e assim permaneceu lado a lado com pecadores; e seguinte, que ele atualmente carregou pecado deles…o qual não poluiu ele, mas que capacitou ele a tirar fora o pecado que contaminou homem – estas três coisas são as razões [por] a glória de nosso Senhor Jesus. Deus, por estas três coisas, e um mais, faz ele à repartir o despojo com os poderosos, e divide ele uma parte com muitos (C. H. Spurgeon, The Metropolitan Tabernacle Pulpit, Pilgrim Publications, 1975 reprint, volume XXXV, page 93).

“Sim, Eu Sei!” Vamos cantar o coro!

E eu sei, sim, eu sei, sangue de Jesus pode fazer o pecador desprezível limpo;
E eu sei, sim, eu sei, sangue de Jesus pode fazer o pecador desprezível limpo.

IV. Quarto, Ele fez intercessão pelos transgressores.

O texto termina com as palavras,

“e intercedeu pelos transgressores” (Isaías 53:12).

Na Cruz, Cristo orou por pecadores, fazendo “intercedeu pelos transgressores,” quando Ele gritou,

“Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”
       (Lucas 23:34).

Assim Ele orou por pecadores enquanto Ele pendurou na Cruz.

Ainda, até agora no Céu, Jesus orou por pecadores,

“Vivendo sempre para interceder por [nós]” (Hebreus 7:25).

Ele fez intercessão por pecadores enquanto Ele morreu na Cruz. Ele continua à orar por pecadore hoje, sentado em lado direito de Deus o Pai em Céu.

Observe aquele quatro coisas que Jesus fez são a razão que Ele está agora exaltado em glória, no lado direito do Pai. E toda quatro razões por glória presente do Cristo estão conectados com o que Ele fez para salvar pecadores!

“E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho…e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai” (Filipenses 2:8-11).

Mas também observa, que com todo poder de salvação de Jesus, Ele não irá salvar aqueles quem pensam que não percisam ser salvos. Como Spurgeon coloca,

Se [vocês] não têm pecado ele não pode limpar [vocês] desde isso. Ele pode?...vocês são muito bons, pessoas respeitáveis, que nunca têm feito nenhum erro em toda suas vidas; o que é Jesus para vocês? Claro, vocês vão seu próprio caminho, e cuida de vocês mesmo…Ah! isto é tolice…Se vocês ollham para dentro, seu coração é imundo como um chaminé negro que nunca tinha sido limpado. [Seus] corações são poços de profanação. Oh, que vocês podem ver isto, e larga sua falsa justiça! [Mas] se vocês não fazerem, não vai ter nada de Jesus para vocês. Ele deriva sua glória de pecadores, não de orgulhosos como vocês. Mas, vocês culpados, que irá…confessar sua culpa, talvez com alegria lembrar que aquele quatro coisas que Jesus fez, ele fez em conecção com pecadores, e isto é porque ele fez eles em conecção com pecadores que ele está este dia coronado com glória e honra e majestade…[Por isto] como de todo coração eu iria [apelar para vocês] à acreditar o Filho de Deus, corpo feito, sangrando e morrendo por homem culpado! Se vocês iram confiar ele, ele não irá enganar vocês, mas vocês serám salvos, salvos por uma vez e sempre (Spurgeon, ibid., page 95).

Amém! “Sim, Eu Sei!” Vamos cantar mais uma vez!

E eu sei, sim, eu sei, sangue de Jesus pode fazer o pecador desprezível limpo;
E eu sei, sim, eu sei, sangue de Jesus pode fazer o pecador desprezível limpo.
   (“Yes, I Know!” por Anna W. Waterman, 1920).

Se vocês gostariam de falar com nós sobre limpar de seus pecados através de Jesus, por favor passe para trás de auditório agora. Dr. Cagan irá levar vocês à lugar quiete aonde nós podemos conversar. Vá rapidamente enquanto Sr. Griffith canta o coro de novo.

E eu sei, sim, eu sei, sangue de Jesus pode fazer o pecador desprezível limpo;
E eu sei, sim, eu sei, sangue de Jesus pode fazer o pecador desprezível limpo.

Sr. Lee, por favor vem e ore por aqueles quem responderam.

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana no Internete
em www.realconversion.com. Clique no “Sermão em Português.”

You may email Dr. Hymers at rlhymersjr@sbcglobal.net, (Click Here) – or you may
write to him at P.O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015. Or phone him at (818)352-0452.

Escritura Lido Antes de Sermão por Dr. Kreighton L. Chan: Isaías 53:6-12.
Solo Cantado Antes de Sermão por Sr. Benjamin Kincaid Griffith:
“Yes, I Know!” (por Anna W. Waterman, 1920).


PLANO DE

A ORIGEM DE GLÓRIA DO CRISTO

(SERMÃO NÚMERO 14 SOBRE ISAÍAS 53)
THE SOURCE OF CHRIST’S GLORY
(SERMON NUMBER 14 ON ISAIAH 53)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

“Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores” (Isaías 53:12).

I.   Primeiro, Ele derramou Sua alma na morte, Isaías 53:12a;
João 19:30, 10:17; I Pedro 3:18; Salmos 2:8; Colossenses 2:15.

II.  Segundo, Ele foi contado com pecadores, Isaías 53:12b;
Lucas 7:34; Marcos 15:27-28; Lucas 23:39-43.

III. Terceiro, Ele carregou o pecado de muitos, Isaías 53:12c; I Pedro 2:24.

IV. Quarto, Ele fez intercessão pelos transgressores, Isaías 53:12d;
Lucas 23:34; Hebreus 7:25; Filipenses 2:8-11.