Print Sermon

O objetivo deste site é fornecer gratuitamente manuscritos e vídeos de sermões para pastores e missionários em todo o mundo, especialmente o Terceiro Mundo, onde existem poucos seminários teológicos ou escolas bíblicas.

Estes manuscritos e vídeos de sermões alcançam agora cerca de 1.500,000 computadores em mais de 221 países anualmente através do site: www.sermonsfortheworld.com. Centenas de outras pessoas assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O YouTube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos para 39 idiomas para cerca de 120.000 computadores mensalmente. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, para que, assim, pregadores possam usá-los sem nossa autorização. Clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de divulgar o Evangelho para todo o mundo, incluindo nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do Dr. Hymers é rlhymersjr@sbcglobal.net.




DR. HYMERS FALA EM SEU 60º ANIVERSÁRIO NO MINISTÉRIO
“AS BÊNÇÃOS DE MINHA VIDA”

DR. HYMERS SPEAKS ON HIS 60TH ANNIVERSARY IN MINISTRY
"THE BLESSINGS OF MY LIFE"
(Portuguese)

Dr. R. L. Hymers, Jr.

Sermão pregado na Biblioteca Presidencial Richard Nixon Presidential Library,
Yorba Linda, California
Noite do Dia do Senhor, 8 de abril de 2018
A sermon preached at the Richard Nixon Presidential Library,
Yorba Linda, California
April 8, 2018


Por favor, levantem-se e eu lerei o versículo bíblico da minha vida.

“Tudo posso Naquele que me fortalice” (Filipenses 4:13).

Podem sentar-se.

Você pode se perguntar por que escolhi a Biblioteca Nixon para celebrar meu sexagésimo aniversário de ministério. Ao ler minha autobiografia, você descobrirá como escolhi o versículo bíbica da minha vida através do presidente Nixon.

“Tudo posso Naquele que me fortalice” (Filipenses 4:13).

Meu pai nos abandonou quando eu tinha dois anos de idade. Eu nunca mais voltei a morar com ele. Eu só morei com minha mãe até os 12 anos. Depois disso, fui mudando de um lugar para outro, morando com parentes que não me queriam. Eu freqüentei 22 escolas diferentes antes de me formar no ensino médio. Eu sempre fui o “garoto novo”. Eu era um órfão virtual. Mas minha maior perda foi crescer sem pai. Eu era sozinho, sem qualquer ajuda ou apoio. Todavia, o pior de tudo, foi não ter um pai como modelo. Eu, então, comecei a olhar para figuras históricas e criar a partir delas o que um homem deveria ser. Esses homens se tornaram meus heróis.

Eu os classifiquei como modelos seculares e modelos cristãos. Meus heróis eram todos homens que enfrentaram e superaram grandes provações. Meus heróis cristãos eram homens como Abraão Lincoln, John Wesley, Richard Wurmbrand e John R. Rice. Meus heróis seculares eram Winston Churchill e Richard Nixon. Um dos biógrafos de Nixon disse: “Ele era um homem introvertido fazendo um trabalho extrovertido. Incrivelmente ele se tornou um político de sucesso. Tímido e estudioso, ele sabia que poderia ser derrotado, descartado e, no entanto, sempre e independentemente dos obstáculos, levantar-se novamente. Não, ele não era cristão. Mas, sim, ele sempre dava a volta por cima e voltava para novamente lutar. Filipenses 4:13 era o versículo bíblico favorito de Nixon.

Depois que descobri porque o presidente Nixon gostava tanto desse versículo, eu jamais pude deixar de gostar dele. Ele superou tantos obstáculos que eu o via como se tívessemos um laço de parentesco. Nas horas mais negras da minha vida, eu sempre pensava: “Se Richard Nixon pode enfrentaro Watergate, eu também posso enfrentar isso”. O jornalista Walter Cronkite disse: “Se eu ou você fôssemos Richard Nixon, estaríamos mortos”. Para mim ele foi um arquétipo de determinação. Nixon disse: “Um homem chega ao seu fim quando é derrotado. Ele chaga ao seu fim quando desiste. Nada podia detê-lo. Ele perdeu a eleição presidencial para John F. Kennedy em 1960. Ele perdeu a eleição par governador da Califórnia em 1962. Ele ganhou a presidência em 1968. Ele foi expulso do cargo por causa do Watergate. Mas ele sempre deu a volta por cima. É por isso que, apesar de não ser cristão, ele é um dos meus heróis seculares.

O Apóstolo Paulo disse:

“Tudo posso Naquele que me fortalice” (Filipenses 4:13).

Isso não significa que eu poderia fazer crescer o cabelo na minha cabeça! Isso não significa que eu poderia voar! Isso não significa que eu poderia me dar bem em matemática! O Apóstolo queria dizer que ele podia suportar todas as provações, que ele podia cumprir todos os seus deveres, que ele podia superar todos os obstáculos - através de Cristo, que o fortalecia. E eu descobri que isso é verdade em mim também. Eu agradeço a Deus por este versículo. Mas agradeço a Deus ainda mais pelo Cristo que Ele deu para me fortalecer! Eu falhei na faculdade, mas Cristo me deu forças para voltar e conquistar três doutorados. Eu falhei em me tornar um missionário, mas Cristo me tornou uma fonte de força para as pessoas ao redor do mundo através do nosso site.

E ao ler meu livro, você verá porque o solo que o Sr. Griffith acabou de cantar é o meu hino favorito.

O Mestre nos chama, devemos ouvi-Lo;
   É tempo de lutas e tribulação.
Com fé e coragem, guardados estamos;
   O Espírito Santo traz consolação.
O Mestre nos chama, urgente conclama;
   Segui-Lo devemos em todo o viver.
Felizes estamos, alegres levando
   Mensagem de graça de paz e poder.
(“O Mestre nos Chama” por Sarah Doudney, 1841-1926).

Eu escrevi minha autobiografia a pedido do meu filho Robert. Não me deu prazer escrevê-la porque minha vida foi tão cheia de adversidade, luta e dor. Várias vezes senti vontade de jogar o manuscrito fora porque era muito negativo. Mas John Samuel Cagan disse: “Não o jogue fora, Dr. Hymers. Tudo o que o livro precisa é de mais um capítulo. Conte sobre quando sua mãe disse para você "contar suas bênçãos". Eu escutei John e escrevi o último capítulo, que agora lerei em forma abreviada.

Eu estava sentado ao lado da cama de minha mãe no hospital. Isso aconteceu algumas semanas depois do Dia de Ação de Graças. Nós estávamos conversando sobre uma de nossas pessoas favoritas, Abraão Lincoln, e como o presidente Lincoln tinha feito do feriado de Ação de Graças um feriado nacional. Nós cantamos a música que cantamos no Dia de Ação de Graças.

Se da vida as vagas procelosas são,
Se com desalento julgas tudo vão
Conta as muitas bênçãos, dize-as duma vez,
Hás de ver surpreso quanto Deus já fez.
Conta as bênçãos, conta quantas são.
Recebidas da divina mão.
Uma a uma, dize-as de uma vez,
Hás de ver surpreso quanto Deus já fez.
(“Conta as Bênçãos por Johnson Oatman, Jr., 1856-1922)

Quando terminamos de cantar o hino, mamãe disse: “Ah, Robert, realmente temos muito que agradecer em nossas vidas.” Então começamos a contar nossas bênçãos “uma a uma”. Ela começou agradecendo por nossos filhos. Robert e John. Ela, então, agradeceu por Ileana, minha esposa. "Ela é tão boa para mim, Robert, e ela é uma mãe e esposa tão boa." Ela agradeceu a Deus por estar morando em nossa casa. Agradeceu a Deus por nossa igreja. Deu graças por nossos membros, “um por um”. Então mencionei várias coisas pelas quais demos graças. E nós cantamos o refrão novamente.

Uma a uma, dize-as de uma vez,
Hás de ver surpreso quanto Deus já fez.

Já era bem tarde da noite. Eu a beijei e, ao sair do quarto, ela me disse algo que jamais esquecerei enquanto viver. Ela disse: “Robert, você é a melhor coisa que aconteceu em minha vida.” Lágrimas encheram meus olhos quando saí de seu quarto e deixei o hospital naquela noite. Essa foi a última conversa que tive com ela. Mais tarde naquela mesma noite ela teve um derrame fulminante que lhe ceifou a vida.

"Não jogue seu livro fora, Dr. Hymers. Tudo o que ele precisa é de mais um capítulo. Conte sobre quando sua mãe lhe disse para "contar as suas bênçãos". Então, aqui estão algumas das incríveis bênçãos que Deus me deu na minha peregrinação por esta vida

Primeiramente, agradeço a Deus por minha mãe haver finalmente sido salva. Ela tinha oitenta anos e eu pensei que ela nunca fosse converter-se. Eu estava com Ileana e os meus filhos em Nova York, onde eu estava pregando em várias igrejas. Em nosso quarto eu andava de um lado para o outro enquanto orava pela salvação da minha mãe. Então, de repente, tive a certeza que ela seria salva. Eu havia “persistido em oração” como diriam os mais antigos. Telefonei para o Dr. Cagan e pedi que ele visitasse minha mãe e a conduzisse a Cristo. Ela nunca lhe havia dado ouvidos antes. Mas desta vez ela creu em Jesus. Foi um milagre, como todas as conversões reais são. Naquele dia, ela parou de fumar e de beber. Eu havia sido informado pelos médicos que um alcoólatra que deixa de beber assim repentinamente teria convulsões, a menos que tomassem fenobarbital. Mas não foi assim com ela. Foi um milagre. Ela nunca mais fumou outro cigarro e nunca tomou outro gole. Ela lia a Bíblia várias vezes e vinha à igreja quatro vezes por semana comigo. Eu a batizei no dia 4 de julho, seu feriado favorito. Eu agradeço a Deus pela conversão da minha mãe.

Em segundo lugar, agradeço a Deus por Ileana, minha maravilhosa esposa. Ela veio para um casamento que eu estava celebrando. Antes do casamento eu preguei um pequeno sermão sobre João 3:16. Foi o primeiro sermão que ela ouviu em uma igreja protestante. Ela respondeu positivamente ao convite e foi imediatamente salva! A primeira vez que a pedi em casamento, ela disse: “não”. Eu fiquei com o coração despedaçado. Orlando e Irene Vazquez (que estão aqui nesta noite) me convidaram para ir com eles para Porto Rico. Eu fui, mas fiquei pensando em Ileana. Ela estava pensando em mim também. Ela disse: “Espero que ele me peça em casamento de novo.” Eu o fiz, e dessa vez ela disse: “sim”. Estamos casados há trinta e cinco anos. Agradeço a Deus pela minha doce esposa todos os dias! Ela me escreveu uma nota que dizia: “Robert, eu te amo com todo meu coração e alma. Sempre amei, Ileana. ”Ela é muito parecida com a mulher virtuosa de Provérbios 31. Tudo o que você precisa fazer é ler aquele capítulo para ver que ele descreve minha amada, Ileana. Eu vou amá-la em meu coração para sempre. Seu pai está aqui nesta noite. Ele veio lá da Guatemala para estar aqui. Obrigado, Sr. Cuellar! Seu irmão juntamente com sua família também estão aqui. Obrigado, Erwin!

Em Terceiro Lugar, agradeço a Deus pelos meus dois filhos, Robert e John. Eles são gêmeos e têm agora trinta e quatro anos de idade. Ambos são graduados pela California State University em Northridge. Robert é casado com uma linda coreana chamada Jin. Seus pais estão aqui nesta noite, e seu irmão e esposa também. Obrigado por terem vindo! Robert e Jin são os pais de duas meninas, Hannah e Sarah. Agradeço a Deus por haver me dado lindas netas.

Meu outro filho é John Wesley, nome dado a ele em homenagem ao grande pregador inglês. Robert e John participam de todas as reuniões da nossa igreja. Wesley é um homem de oração. Ele ora e lê a Bíblia, muitas vezes por horas. Ele é um bom cristão e ele é meu amigo. Sou feliz por meus dois filhos. Eles são uma incrível bênção para minha esposa e para mim.

Agradeço a Deus pelo Dr. Christopher Cagan. Ele é o irmão que eu nunca tive. Ele é meu melhor amigo e colaborador mais próximo. Nós nos respeitamos tanto que nunca nos chamamos pelos nossos primeiros nomes. Mesmo quando estamos sozinhos, eu sempre o chamo de Dr. Cagan e ele sempre me chama de Dr. Hymers. Agradeço a Deus por me dar um amigo tão sábio e fiel. Nós nos entendemos. Nós dois temos a tendência a ser introvertidos, e ambos passamos muito tempo sozinhos em oração e estudo da Bíblia. Ele é mais científico e matemático em sua maneira de pensar.Eu sou mais místico e intuitivo. Mas ficamos perfeitamente à vontade trabalhando juntos. Somos parceiros, como Sherlock Holmes e Dr. Watson, ou Johnson e Boswell (alguém acrescentou: "como Laurel e Hardy ou Abbott e Costello", comediantes da velha guarda).

Eu sou um inovador e ele é um consolidador. Eu sou mais literário. Ele é mais matematicamente inclinado. Ele me considera um líder. Eu o considero um gênio. Nossa parceria foi uma bênção para nós dois. Agradeço a Deus pelo Dr. Christopher Cagan.

Agradeço a Deus por John Samuel Cagan. Ele é o filho mais velho do Dr. e da Sra. Cagan. John é o jovem que está dirigindo este culto. Ele foi ordenado como ministro batista ontem. Então agora ele é o Reverendo John Samuel Cagan! Ele é um bom pregador e conselheiro. Eu considero John como meu “filho” no ministério. Ele está em seu segundo ano no Seminário Teológico Talbot da Biola University. Ele é muito inteligente. Não é de se admirar, afinal seu pai tem dois Ph.Ds e sua mãe Judy é médica. John é um estudante nota “A”. Ele planeja ser Ph.D. em teologia. Aos 24 anos, John já pregou em cultos evangelísticas na Índia, na República Dominicana e em três nações da África. Ele prega em nossa igreja todos os domingos pela manhã. Nós passamos todas as tardes de quinta-feira juntos, discutindo teologia e o trabalho do ministério. Eu agradeço a Deus por John. Ele me substituirá como o próximo pastor da nossa igreja. Ele é meu amigo. Simples assim.

Eu agradeço a Deus por Noah Song. Ele é meu outro “jovem pregador”. Noah está terminando sua faculdade e então vai para o seminário. Ele e John Cagan formam uma boa equipe e liderarão nossa igreja no futuro.

Agradeço a Deus por Noah, Aaron Yancy e Jack Ngann. Eles são nossos diáconos recém-ordenados. Aaron é meu amigo. Ele cuida de mim como uma galinha que tem apenas um pintinho. Ele é um dos meus amigos mais próximos. Jack Ngann é casado e tem dois filhos. E aqui está algo que você talvez não saiba. Eu ainda não acabei meu ministério! No próximo ano estarei plantando uma nova igreja chinesa na casa de Jack Ngann.

John Cagan, Noah Song, Aaron Yancy, Jack Ngann e Ben Griffith são meus parceiros de oração. Nos reunimos todas as noites de quarta-feira para orar juntos no meu escritório em casa. Eu agradeço a Deus por esses homens. Eles me ajudaram a passar por alguns momentos difíceis, especialmente durante o meu tratamento de câncer.

Agradeço a Deus pelo Dr. Chan, pela Sra. Salazar e pelos “39”. O Dr. Chan é nosso pastor assistente, encarregado do evangelismo e de nosso ministério de acompanhamento por telefone. A Sra. Salazar é responsável pelo nosso ministério em espanhol. Os “39” são as pessoas fiéis que salvaram nossa igreja da falência durante uma grande divisão da igreja. Eu agradeço a Deus por cada um deles. Agradeço a Deus pelo Sr. Abel Prudhomme. Ele é o homem que parou a divisão da igreja. E agradeço a Deus por Virgel e Beverly Nickell. Eles são o casal que nos emprestou a maior parte do dinheiro para comprar o prédio da igreja. Eles nunca vacilaram em seu apoio a nós. Eles agora são membros honorários de nossa igreja.

Nossa igreja é composta por cerca de cinquenta por cento de jovens com menos de trinta anos. Eu sempre gostei de pastorear jovens. O grupo que temos agora está entre os melhores que já conheci. Nós temos um maravilhoso grupo de diáconos. Existem oito diáconos ordenados, e fazemos uma rotatividade a cada dois anos. Aaron Yancy é o presidente permanente dos diáconos, então ele é aquele que nunca é rotacionado. Eu agradeço a Deus por esses homens. As pessoas mais velhas da nossa igreja dão grande apoio a tudo o que fazemos. Eles participam de todas as reuniões. Eles oram muito e trabalham duro para edificar nossa igreja. Não tenho medo de deixar o culto matinal de domingo nas mãos de John Cagan e de seu pai, enquanto vou a Montebello para começar uma nova igreja chinesa. Eu confio neles completamente. Eu voltarei para a igreja mãe para pregar todo domingo à noite.

Minha vida inteira gira em torno das pessoas da nossa igreja. Eles são meus “parentes”. É uma grande alegria ser o patriarca de uma família tão maravilhosa. Jesus disse

“Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros” (João 13:35).

Não posso pensar em uma maneira mais apropriada de encerrar esta mensagem do que contar uma história verdadeira. Quando eu estava pregando na Igreja Portas Abertas no condado de Marin, sempre levava comigo um grupo de jovens para São Francisco todas as sextas e sábados à noite. Eu pregava na rua enquanto eles distribuíam folhetos. Muitas vezes fomos para a área de North Beach. Era um lugar bem licencioso, onde as pessoas usavam drogas, e havia vários clubes de “strip tease”. Eu costumava pregar na calçada em frente a um clube chamado “O Jardim do Éden"”!!!

Uma noite, alguns dos jovens trouxeram um jovem até a mim. Ele me disse que era viciado na cara heroína. Ele me disse que queria sair disso. Enquanto conversava com ele, senti que ele era sincero. No final da noite eu disse a ele que entrasse no meu carro e que ia levá-lo de volta comigo para o meu apartamento. Eu o coloquei na cozinha, tranquei a porta do meu quarto e fui dormir.

Nos dias seguintes ele passou por terríveis episódios de abstinência sentado no chão da cozinha. Finalmente ele se acalmou um pouco e me perguntou se alguém tinha uma guitarra. Eu disse a nossos filhos lhe trazerem uma. Ele sentou naquele chão, dedilhando por alguns dias. Então ele pediu um hinário. Nós lhe trouxemos um e ele começou a inventar uma nova melodia para um dos hinos. Esqueci o nome verdadeiro do menino. Eu sempre o chamei de DA, abreviação em inglês para viciado em drogas!

Então, um dia, DA me disse: “Ouça isso”. Ele pegou o violão, abriu o hinário e cantou o hino de Albert Midlane (1825-1909), “Revive Thy Work” em sua nova música. Absolutamente lindo! Nós cantamos esse hino com a música de DA até hoje!

Aviva-nos, Senhor! Oh, dá-nos teu poder!
   De santidade, fé e amor Reveste o nosso ser!
Aviva-nos, Senhor Eis nossa petição.
   Ateia o fogo do alto céu Em cada coração!
(“Aviva-nos, Senhor de Albert Midlane, 1825-1909).

Quando voltei para casa em Los Angeles, perdi o contato com DA. A vida continuou e nossa igreja finalmente veio para o prédio que agora ocupamos. Uma noite o telefone tocou. Eu subi até o meu escritório e atendi o telefone: “Alô “. A voz ao telefone respondeu: "Alô, Dr. Hymers, aqui é o DA". Eu disse: "Quem?" Ele disse: "DA. Você se lembra, o Viciado em drogas - DA.” Eu quase caí. Eu não ouvia sua voz há quase trinta anos! Eu disse: "Onde você está?" Ele disse: "Estou na Flórida. Eu sou casado. Eu tenho dois filhos e uma boa esposa. E eu ensino na Escola Dominical em nossa igreja.

”Eu ri de tanta alegria! Eu cantei o caminho todo para casa naquela noite! São tempos assim que me alegram haver entrado para o ministério há 60 anos. Valeu a pena o sofrimento e a dor, ao fim das contas! Ganhar para Cristo Jovens, como DA, fizeram minha alegria completa!

A dor e a tristeza desaparecem quando penso em todos os jovens que foram salvos. Meus sessenta anos no ministério me deram grandes momentos de felicidade. Eu não trocaria o ministério por nada!

Como de costume, devo tomar alguns minutos para explicar o Evangelho. Jesus desceu do céu por uma razão principal - Ele veio para morrer na cruz para pagar a penalidade pelo nosso pecado. Ele ressussitou fisicamente, em carne e osso, no domingo de Páscoa. Ele derramou Seu precioso Sangue para nos purificar de todo pecado. Ele nos disse que crêssemos nEle e seríamos purificados do pecado.

Eu tentei ganhar minha salvação tentando ser perfeito. Eu era um fariseu. Mas em 28 de setembro de 1961, no Biola College, eu cri em Jesus. Foi esta canção que me trouxe a Cristo:

Por muito tempo presa minh’alma andou
   Nas garras do pecado, em escuridão vagou
O Teu olhar meu ser iluminou
   Sim despertei, tua luz brilhou
Minh’alma livre da prisão
   Liberto foi meu coração,
Que Grande amor! Como pode de ser
   Por mim Jesus veio morrer!
(Tradução livre de “And Can It Be?” de Charles Wesley, 1707-1788).

Jesus era Deus encarnado. Ele morreu por mim. Pensei Nele de uma maneira nova. Eu confiei em Cristo. É minha oração que você confie em Jesus e seja salvo. Então, certifique-se de entrar em uma igreja que creia na Bíblia e viva sua vida para Jesus Cristo.

E a todos vocês digo: “Que Deus os abençoe como Ele me tem abençoado contra todas as probabilidades e contra todos os medos”. “Não tenho maior alegria do que ouvir que meus filhos andam na verdade” (III João 4). Amém..

Vou agora devolver a palavra para o Rev. John Cagan, para encerrar este culto. (John anuncia os aniversários do Dr. e da Sra. Hymers com dois bolos e "Parabéns para você".)


AO ESCREVER PARA DR. HYMERS, VOCÊ PRECISA MENCIONAR O PAÍS DO QUAL VOCÊ ESTÁ ESCREVENDO, CASO CONTRÁRIO ELE NÃO PODERÁ RESPONDER SEU E-MAIL. Se estes sermões o abençoam envie um e-mail para o Dr. Hymers para dizer-lhe, mas sempre inclua o país do qual você está escrevendo. O e-mail do Dr. Hymers é: rlhymersjr@sbcglobal.net (clique aqui). Você pode escrever para Dr. Hymers em qualquer idioma, mas, se puder, escreva em Inglês. Se você quiser escrever para Dr. Hymers pelo correio, seu endereço é: P. O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015. Você pode contatá-lo via telefone: (818) 352-0452.

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana na Internet
em www.sermonsfortheworld.com.
Clique no “Sermão em Português.”

Estes manuscritos de sermão não estão protegidos com direitos autorais. Você pode usá-
los sem permissão do Dr. Hymers. Porém, todas as mensagens de vídeo do Dr. Hymers
estão com direitos autorais e podem ser usados somente com permissão.

Leitura Bíblica antes do sermão feita pelo Sr. John Wesley Hymers: Salmo 27:1-14.
Solo cantado antes do Sermão por Benjamin Kincaid Griffith:
“Must Jesus Bear the Cross Alone?” (de Thomas Shepherd, 1665-1739; priemira e última estrofes)/
“The Master Hath Come” (de Sarah Doudney, 1841-1926; últimas duas estrofes)