Print Sermon

O objetivo deste site é fornecer gratuitamente manuscritos e vídeos de sermões para pastores e missionários em todo o mundo, especialmente o Terceiro Mundo, onde existem poucos seminários teológicos ou escolas bíblicas.

Estes manuscritos e vídeos de sermões alcançam agora cerca de 1.500,000 computadores em mais de 221 países anualmente através do site: www.sermonsfortheworld.com. Centenas de outras pessoas assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O YouTube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos para 39 idiomas para cerca de 120.000 computadores mensalmente. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, para que, assim, pregadores possam usá-los sem nossa autorização. Clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de divulgar o Evangelho para todo o mundo, incluindo nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do Dr. Hymers é rlhymersjr@sbcglobal.net.




MOSTRE-ME A TUA GLÓRIA

SHOW ME THY GLORY
(Portuguese)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

Sermão pregado no Tabernáculo Batista de Los Angeles
Noite de Sábado, 12 de Agosto de 2017
A sermon preached at the Baptist Tabernacle of Los Angeles
Saturday Evening, August 12, 2017


Por favor, abram comigo suas Bíblias no capítulo 33 de Êxodo. Fica na página 115 da Bíblia de Estudo de Scodield. Levantem-se e leiamos Êxodo 33:18. Aqui está a oração a Deus feita por Moisés

“Então, ele disse: Rogo-te que me mostres a tua glória" (Êxodo 33:18).

Podem sentar-se. Se você se recorda do sermão de John Samuel, “Ordem e Argumento na Oração”, você pode encontrar várias orações como esta em Êxodo, capítulos 32 e 33. Moisés ora a Deus, culminando nos versículos 15 e 18. No versículo 15, Moisés diz: “Se a Tua presença não for comigo, não nos faça subir deste lugar” No versículo 18, Moisés diz: “Rogo-te, mostre-me a tua glória”. A palavra hebraica para “glória” é kavōd, que significa literalmente “o peso de Deus”. Eu pessoalmente senti esse “peso” algumas vezes na minha vida. Ao deitar-me ofegante na grama no Cemitério Forest Lawn quando tinha 15 anos, senti o suave peso de Deus descer sobre mim como um leve lençol. Nos três diferentes avivamentos que testemunhei, o kavōd podia ser sentido no ar ao meu redor. Brian H. Edwards diz: “A ‘presença’ de Deus desafia a explicação humana, mas explica as experiências excepcionais do avivamento” (traduzido de Revival: A People Saturated With God, p. 136). “Adão e Eva se esconderam da presença de Deus, e Caim” saiu da presença do Senhor "(ibid.,p.194). “o avivamento, a presença de Deus torna-se uma experiência tangível [sensível ao toque]”(ibid., P. 134). “No avivamento [a presença de Deus] é muitas vezes tão evidente que se torna irresistível” (ibid., P. 135).

"Esta é a chave para entender o que é avivamento. Se há um aspecto da adoração que está em falta em nossos dias, é o senso da presença de Deus ... é por isso que nos comportamos de maneira tão displicente na adoração. O profundo trabalho do Espírito Santo no avivamento é sempre conhecido pela experiência que nos convence de que Deus está presente ... O avivamento é diferente. É evidente que Deus está lá, e até mesmo o incrédulo é forçado a admitir que “Deus está realmente entre vocês", I Corinthians 14:25” (ibid., P.134). “Quando o Espírito de Deus visita [descende] Ele toma as orações da igreja e lhes dá vida nova" (ibid., P. 129). “No avivamento, a oração se torna prazer e alegria” (ibid., P. 128) após as confissões levarem os cristãos a uma nova lavagem com o Sangue de Cristo.

Na Saxônia, “Um senso da presença manifesta de Cristo foi dado a todos nós no mesmo momento ... o que o Senhor fez [daquele momento até o inverno do mesmo ano] é inexprimível. Todo o lugar pareceu como um tabernáculo de Deus entre os homens.” (ibid., P. 135). Na Coréia, em 1907, “Cada [pessoa] ao entrar na igreja, sentiu que o lugar estava cheio da presença de Deus ... naquela noite, a sensação da proximidade de Deus era impossível de descrever” (ibid., Pp. 135, 136).

Em novembro de 1980, eu e um amigo fomos a Murfreesboro, no Tennessee, para entrevistar o Dr. John R. Rice para um programa de televisão que estávamos fazendo. O Dr. Rice, já era muito velho e paralisado por um acidente vascular cerebral. Aos 85 anos, ele foi levado para nos ver em uma cadeira de rodas. Enquanto eles o rodeavam, meu amigo e eu sentimos o "kavōd" descer como um leve peso no ar. Eu sei que Deus desceu ali, porque foi exatamente o que aconteceu nos três avivamentos clássicos que eu testemunhei.

Nós havíamos locado uma câmera, juntamente com um cinegrafista para operar a câmera naquela cidade. O homem que operava a câmera era de origem católica, mas deixara a igreja. Ao entrevistar o Dr. Rice, aquele cinegrafista tinha lágrimas correndo por seu rosto, e ele continuava enxugando-as enquanto o Dr. Rice falava sobre os grandes cultos evangelísticos que ele havia conduzido. Então a entrevista terminou e eles levaram o Dr. Rice para um carro. Meu amigo e eu ficamos sozinhos no quarto com o cinegrafista. Ele ainda estava chorando. Ele me perguntou sobre o Dr. Rice, e expliquei-lhe que ele era um grande homem de Deus. Enquanto falava, podia sentir a presença de Deus crescer mais tangivelmente. O homem continuava chorando. Tudo o que eu disse foi: “Jesus ama você. Confie Nele e Ele o limpará dos seus pecados.” Eu não tive que dizer a ele. Ele se ajoelhou e confiou em Jesus com lágrimas brotando de seus olhos. Foi tão fácil porque a presença de Deus estava lá. Eu pensei em um versículo Bíblico: “Onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade” (II Coríntios 3:17). Eu sei o quão fácil seria ter visitantes convertendo-se, até mesmo visitantes de primeira vez, se tivéssemos aquele poder do Espírito de Deus que tinha o Dr. John R. Rice!

Há, todavia, outro grande benefício em ter a presença do Senhor. É uma antevisão, uma antecipação do céu. Eu sei que o céu parece irreal para muitos de vocês agora. Mas quando o "kavōd" de Deus descer sobre nossa igreja, quando tocar em você, você poderá sentir o que é ir ao Céu. Será "uma antecipação da glória divina". Você não pensará mais no céu como um conceito abstrato. Quando você entrar em nossa igreja e Deus estiver aqui, você literalmente “provará” a realidade e a alegria do Céu. Então você poderá cantar a pequena canção de John W. Peterson com grande alegria!

O céu a mim desceu e de glória minh’alma encheu.
Quando na cruz o Salvador por inteiro me resgatou
Meus pecados lavou, noite em dia tornou
O céu a mim desceu e de glória minh’alma encheu.
(Tradução livre de "Heaven Came Down", de John W. Peterson, 1921-2006).

Agora, estou falando, não do fanatismo selvagem e rebelde de alguns pentecostais, ou das idéias erradas de alguns carismáticos. Ah não! Eles muitas vezes tentam fazer com que o Espírito de Deus os visite, através do bater de um tambor ou falando em línguas. Eles podem ter boa intenção, mas não é assim que Deus desceu nos cultos e avivou as pessoas antes do início do pentecostalismo em 1905. Precisamos voltar ao antigo caminho - porque o antigo caminho era o verdadeiro caminho - e ainda é o verdadeiro caminho!

Não devemos tentar fazer com que o Kavōd de Deus nos visite caindo no chão, embora alguém possa vir a cair ao chão quando Deus desce. Mas não nos alegraremos em excesso ou por grito emocional. Ah não! Nós nos alegraremos quando os cristãos sentirem o pecado que se infiltrou em suas vidas, o pecado de que eles estão envergonhados, mas o pecado que deve ser confessado a Deus - e falhas que devem ser confessadas uns aos outros, para que possamos ser espiritualmente curados por Deus, nosso Pai celestial! Por favor, coloque-se de pé e cante o hino numero 10 da folha da hinos.

“Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração,
Prova-me e conhece os meus pensamentos;
E conhece o meu coração,
Prova-me e conhece os meus pensamentos;
E vê se há em mim algum caminho mau
E guia-me pelo caminho eterno.”
   (Salmo 139:23, 24).

Não tenha medo! Deus o ama. Ele não irá julgá-lo quando você confessar. Não tenha medo. Não importa o quão ruim seja seu pecado, Deus pode curá-lo. Deus pode purificá-lo com o Sangue de Jesus. Desça até aqui ao púlpito. Segure as mãos de alguém e orem uns pelos outros, em pares. Orem uns pelos outros para que façam uma confissão hoje à noite. Eu amo você! Deus o abençoe! Você é tão amado aqui que, não importa o que diga esta noite, não vamos deixar de amá-lo! Confie em nós e não tenha medo. Volte para Jesus, volte e confesse seus pecados para que você possa ser limpo pelo Sangue de nosso Salvador, Jesus. E, mesmo que você não seja mais tão jovem, você pode vir também esta noite. Eu terei duas cadeiras aqui ao lado do púlpito. Se você acha que sua confissão não deve ser feita publicamente, venha aqui e fale comigo, e eu lhe direi se você pode fazê-la publicamente.

Nosso irmão Jack Ngann escreveu-me as seguintes palavras no meu 76º aniversário.

Caro Dr. Hymers,
     Eu gostaria de agradecer-lhe por sua fidelidade durante todos esses anos. Eu frequentemente penso que o motivo pelo qual há um remanescente durante a Grande Apostasia é [pelo menos em parte] é o fato de Deus estar usando o irmão ... as verdades que o irmão prega podem muito bem ser uma parte da faísca que ajuda a iluminar as chamas de Avivamento ... Que seu ministério continue a florescer, e sua pregação [pela internet] ecoar para todo sempre. Eu o amo, pastor.

Seu irmão em Cristo,

Jack Ngann

P.S. Por falar nisso, a razão pela qual posso terminar com as palavras “Seu irmão em Cristo” é por causa do seu ministério [conduzindo-nos à salvação em Cristo].

O irmão Jack Ngann sabe que eu me importo profundamente com nossa igreja e com cada um de vocês. É por isso que enfatizo a necessidade de um avivamento. Ninguém pode ser bem sucedido na vida cristã dependendo apenas de seu testemunho de conversão. Você deve crescer na graça - e muitas vezes isso pode ser doloroso. Você é confrontado com os pecados e as falhas que se infiltram em sua vida. Você não gosta de pensar na música: "Sonda-me, ó Deus, e conhece meu coração, Prova-me e conhece os meus pensamentos, e vê se há em mim algum caminho mau..." Mas você precisa pensar sobre isto. Você precisa examinar-se, mesmo que seja doloroso. Você precisa confessar seus pecados e ser limpo novamente pelo Sangue de Jesus. Então você experimentará a presença de Deus, o Kavōd, a emocionante experiência de Deus através do avivamento!

“Rogo-te que me mostres a tua glória´

Ore e confesse e Deus responder-lhe-á assim como respondeu a Moisés.


AO ESCREVER PARA DR. HYMERS, VOCÊ PRECISA MENCIONAR O PAÍS DO QUAL VOCÊ ESTÁ ESCREVENDO, CASO CONTRÁRIO ELE NÃO PODERÁ RESPONDER SEU E-MAIL. Se estes sermões o abençoam envie um e-mail para o Dr. Hymers para dizer-lhe, mas sempre inclua o país do qual você está escrevendo. O e-mail do Dr. Hymers é: rlhymersjr@sbcglobal.net (clique aqui). Você pode escrever para Dr. Hymers em qualquer idioma, mas, se puder, escreva em Inglês. Se você quiser escrever para Dr. Hymers pelo correio, seu endereço é: P. O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015. Você pode contatá-lo via telefone: (818) 352-0452.

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana na Internet
em www.sermonsfortheworld.com.
Clique no “Sermão em Português.”

Estes manuscritos de sermão não estão protegidos com direitos autorais. Você pode usá-
los sem permissão do Dr. Hymers. Porém, todas as mensagens de vídeo do Dr. Hymers
estão com direitos autorais e podem ser usados somente com permissão.

Leitura Bíblica antes do sermão feita pelo Dr. Kreighton L. Chan: Isaías 64:1-3.
Solo Cantado antes do Sermão por. Benjamin Kincaid Griffith:
“May Jesus Christ be Praised” (Tradução de Edward Caswall, 1814-1878).