Print Sermon

O objetivo deste site é fornecer gratuitamente manuscritos e vídeos de sermões para pastores e missionários em todo o mundo, especialmente o Terceiro Mundo, onde existem poucos seminários teológicos ou escolas bíblicas.

Estes manuscritos e vídeos de sermões alcançam agora cerca de 1.500,000 computadores em mais de 221 países anualmente através do site: www.sermonsfortheworld.com. Centenas de outras pessoas assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O YouTube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos para 39 idiomas para cerca de 120.000 computadores mensalmente. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, para que, assim, pregadores possam usá-los sem nossa autorização. Clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de divulgar o Evangelho para todo o mundo, incluindo nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do Dr. Hymers é rlhymersjr@sbcglobal.net.




AÇOITES, ESCÁRNIOS E CUSPES

THE SCOURGING, SHAME AND SPITTING
(Portuguese)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

Sermão pregado no Tabernáculo Batista de Los Angeles
Noite do Dia do Senhor, 26 de Março de 2017
A sermon preached at the Baptist Tabernacle of Los Angeles
Lord’s Day Evening, March 26, 2017

“As costas dou aos que me ferem e a face aos que me arrancam os cabelos; não escondo o meu rosto dos que me afrontam e me cospem” (Isaías 50: 6).


Com o eunuco etíope podemos perguntar: “De quem diz isto o profeta? De si mesmo, ou de algum outro homem?”(Atos 8:34). Como no capítulo 53, não podemos duvidar que Isaías falou aqui do Senhor Jesus Cristo. Certamente esta foi uma das profecias às quais Jesus se referiu no caminho de Jerusalém e falou aos Discípulos dizendo:

“Eis que subimos a Jerusalém, e se cumprirá no Filho do Homem tudo o que pelos profetas foi escrito. Pois há de ser entregue aos gentios e escarnecido, injuriado e cuspido; e, havendo-o açoitado, o matarão; e, ao terceiro dia, ressuscitará” (Lucas 18:31-33).

Jesus disse-lhes que os gentios iriam zombar dele, insultá-lo, açoitá-lo e matá-lo. E lhes disse que tudo isso havia sido predito “pelos profetas”. Portanto, nosso texto deve ter sido um dos versículos aos quais Ele se referiu,

“As costas dou aos que me ferem e a face aos que me arrancam os cabelos; não escondo o meu rosto dos que me afrontam e me cospem” (Isaías 50: 6).

Veja, então, como essa profecia foi literalmente cumprida. Pôncio Pilatos, o governador romano, o açoitou. Então os soldados romanos:

“... tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram na cabeça. E começaram a saudá-lo, dizendo: Salve, Rei dos judeus! E feriram-no na cabeça com uma cana, e cuspiram nele ...” (Marcos 15:17-19).

Estou, portanto, convencido de que foi Jesus de Nazaré, nosso Redentor, quem cumpriu as palavras dessa profecia,

“As costas dou aos que me ferem e a face aos que me arrancam os cabelos; não escondo o meu rosto dos que me afrontam e me cospem” (Isaías 50: 6).

Deixemos que Joseph Hart descreva essa cena:

Vede, quão paciente o Cristo está,
   Afrontado neste horrendo lugar!
Pecadores, O Onipodente as mãos ataram
   E na face do Criador cuspiram.

A coroa de espinhos sua fronte a penetrar
   Sobre o corpo do Cristo faz o sangue jorrar
Suas costas os carrascos com flagelo a golpear
   Porém mais duro o golpe veio seu coração a açoitar
(Tradução livre de “His Passion” por Joseph Hart, 1712-1768;
      alterada pelo Pastor).

“As costas dou aos que me ferem e a face aos que me arrancam os cabelos; não escondo o meu rosto dos que me afrontam e me cospem” (Isaías 50: 6).

Eu lhes apresento nesta noite o Salvador sofredor. E, com Pilatos eu digo: “Eis aqui o homem”. Volte seu coração e olhe para Ele em Sua paixão. Veja-O como Ele é, o exemplo que Ele nos deixou e o que Ele tem feito para salvar os pecadores perdidos do fogo eterno.

I. Primeiro, Veja-O como o Deus Encarnado.

Deus desceu em forma humana para viver entre os homens nesta terra. Ele diz em Isaías 50:2, “Eu vim.” “Deus, o Filho” desceu do Céu e habitou entre nós.

“O Verbo era Deus ... E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória,como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade” (João 1:1, 14).

“Deus se manifestou em carne” (I Timóteo 3:16).

Os cristãos antigos tinham razão em chamar Jesus de “Deus do Deus, luz da luz, verdadeiro Deus do verdadeiro Deus, gerado não criado”.

Pense nisso e você verá que esta é a doutrina mais notável que já entrou na mente do homem. Spurgeon disse:

Não fosse isso bem comprovado, seria absolutamente inacreditável que o Deus infinito que cumpre todas as coisas, que Era e É, e que Há de vir, o Todo-Poderoso, o Onisciente e Onipresente, condescendeu-se realmente em vestir-se nas vestes de nosso barro inferior. Ele fez todas as coisas, e contudo tomou a forma em carne de uma criatura em união consigo mesmo ... A masculinidade do nosso Senhor não era fantasma ... não era apenas aparência de forma humana: sem sombra alguma de dúvida “o Verbo se fez carne e habitou entre nós”. “Põe aqui teu dedo e vê”, diz ele, “um espírito não tem carne nem ossos como vedes que eu tenho.” (tradução de C. H. Spurgeon, “The Great Mystery of Godliness,” The Metropolitan Tabernacle Pulpit, Pilgrim Publications, 1979 reprint, volume 28, p.698).

Jesus era Deus em forma humana, por união mística. Ele é o Deus encarnado, a segunda Pessoa da Santíssima Trindade, o Verbo feito carne!

Isso revela que nosso texto é insondável para a mente humana! Aqui está o Deus Encarnado permitindo que O degradassem e O torturassem! Vai além da concepção humana que o Deus encarnado pudesse dizer:

“As costas dou aos que me ferem e a face aos que me arrancam os cabelos; não escondo o meu rosto dos que me afrontam e me cospem” (Isaías 50: 6).

Aqui o Criador do universo, e de tudo que nele há, permite que os homens pecadores o açoitem e arranquem Sua barba! Aqui, meu Deus, deixa vís pecadores cuspirem em Seu santo rosto! Eles cuspiram na face de Deus!

Vede, quão paciente o Cristo está,
   Afrontado neste horrendo lugar!
Pecadores, O Onipodente as mãos ataram
   Na face do Criador cuspiram.
(Tradução livre de “His Passion” por Joseph Hart)

II. Segundo: Veja-O como nosso exemplo.

“As costas dou aos que me ferem e a face aos que me arrancam os cabelos; não escondo o meu rosto dos que me afrontam e me cospem” (Isaías 50: 6).

Como o Servo de Deus, Jesus permitiu que os pecadores O açoitassem as costas, arrancassem Seus cabelos e cuspissem em Sua face. Ele poderia ter feito com que o chão se abrisse debaixo de seus pés como aconteceu com Coré, ou poderia ter causado que fogo os consumisse, como fez Elias. Mas Ele “como um cordeiro para o matadouro, e como uma ovelha diante de seus tosquiadores é muda, assim Ele não abriu a Sua boca” (Isaías 53: 7). E o Apóstolo Pedro disse:

“Porque para isto sois chamados, pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas. O qual não cometeu pecado, nem na Sua boca se achou engano; O qual, quando o injuriavam, não injuriava e, quando padecia, não ameaçava, mas entregava-se Àquele que julga justamente” (I Pedro 2:21-23)

.

Podemos até estar dispostos a dar a Deus nossas vidas e dinheiro, mas quando somos insultados e caluniados, sentimos vontade de voltar atrás. Mas Jesus estava disposto a ser ridicularizado e chamado de impostor pelos piores dos pecadores sem se defender. O que dizemos quando amigos e parentes nos chamam de hipócritas, e falam mal de nós por sermos cristãos? Devemos lembrar que Jesus “manteve-se calado”, sem dizer uma palavra ao ser acusado por falsas testemunhas na noite anterior à Sua crucificação (Mateus 26:63). Quando Pilatos lhe disse: “Não ouves dizer quanto testifican contra ti?” E Jesus “nem uma palavra lhe respondeu; de sorte que o governador maravilhou-se grandemente” (Mateus 27:13-14).

Eu aprendi esta lição com grande dificuldade quando defendi Jesus durante nossas manifestações contra o filme blasfemo “A Última Tentação de Cristo”. Falsas Testemunhas vieram acusar-me de anti-semitismo e traição. Isso era totalmente falso. Eu amo e sempre amei o povo judeu e o estado de Israel com todo o meu coração e alma. Mas eu aprendi a sofrer esses insultos em silêncio quando amigos de toda uma vida se voltaram contra mim por defender Jesus. Durante vinte anos eu disse pouco em minha própria defesa. Somente recentemente fiz uma declaração para proteger o testemunho de nossa igreja contra esses falsos acusadores. Jesus disse:

“Bem-aventurados sereis vós, quando os homens vos aborrecerem, e quando vos separarem, e vos injuriarem, e rejeitarem o vosso nome como mau, por causa do Filho do homem. Folgai nesse dia e exultai, porque é grande o vosso galardão no céu; pois assim fizeram seus pais aos profetas” (Lucas 6:22-23).

Essas palavras do Salvador têm sido de grande conforto para mim em tempos de provação. Eu não creio que devamos nos defender imediatamente quando o mundo nos acusa por causa de Jesus. Durante a demonstração contra o filme “A Última Tentação de Cristo”, um homem literalmente cuspiu no meu rosto. Eu fiquei ali na frente de dezenas de câmeras de televisão com aquele cuspe escorrendo pelo meu rosto. Aprendi com Jesus a não retaliar, porque Ele não escondeu Seu rosto da vergonha e do cuspir. “Eu tentei o máximo possivel ser gentil com aquele homem depois. Pobre homem! Mais tarde ele foi assassinado. Deus conhece a tristeza que senti e as lágrimas que derramei por ele e por sua família.

Em um sermão sobre este nosso texto, Spurgeon disse: “Você deve tornar-se menor e menor, mesmo que seja desprezado e rejeitado pelos homens, pois esse é o caminho para a glória eterna.” (tradução de “The Shame and Spitting,” The Metropolitan Tabernacle Pulpit, Pilgrim Publications, 1972 reimpressão, volume 25, p. 431).

Que cada um de nós se lembre do exemplo de Jesus quando pessoas zombarem de nós e falarem contra nós por sermos Seus seguidores nestes dias maus. Spurgeon disse:

Estás tu sofrendo em dores ...? Todas elas conhece Jesus, porque Ele “as costas deu aos que o feriam.”Estás sofrendo... calúnia? “Ele não escondeu Seu rosto dos que o afrontaram e cuspiram.” Tens sido escarnecido...? Tem os ímpios rido de tua piedade? Jesus contigo pode simpatizar-se, pois tu sabes quanto Dele escarneceram. Em cada angústia que despedaça teu coração, teu Senhor já suportou Sua porção ... (tradução de Spurgeon, ibid.).

Vede, quão paciente o Cristo está,
   Afrontado neste horrendo lugar!
Pecadores, O Onipodente as mão ataram
   Na face do Criador cuspiram.
(Tradução livre de “His Passion” por Joseph Hart).

III. Terceiro: Veja-O como o substituto dos pecadores.

“As costas dou aos que me ferem e a face aos que me arrancam os cabelos; não escondo o meu rosto dos que me afrontam e me cospem” (Isaías 50: 6).

Lembre-se que Jesus não sofreu esta dor por qualquer pecado de Si próprio, porque Ele não teve pecado

“Mas Ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniquidades: o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele; E pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53:5).

Este versículo de Isaías 53 nos diz claramente que Suas feridas e açoites, assim como Sua morte, foram necessárias para que os pecadores fossem salvos. Jesus tomou sobre Si o nosso pecado. E a Bíblia nos diz que Deus “Àquele que não conheceu pecado, O fez pecado por nós; para que, Nele, fôssemos feitos justiça de Deus” (II Coríntios 5:21). Jesus, ao sofrer, sofreu por nossos pecados, para pagar a penalidade por eles, para que pudéssemos ser salvos. O pecado é a coisa mais terrível. O pecado merece ser penalizado com flagelo. O pecado merece ser cuspido. O pecado merece ser crucificado. E porque Jesus tomou nosso pecado sobre Si mesmo, Ele teve que ser flagelado. Ele teve que ser cuspido. Ele teve que ser escarnecido. Se você quer saber o que Deus pensa do pecado, olhe para Seu Filho, nas costas açoitado, Sua barba arrancada, Seu rosto cuspido pelos soldados, quando Ele foi feito oferta pelo seu e pelo meu pecado. Se você e eu tivéssemos sido açoitados, tido a barba arrancada e o rosto cuspido por nossos pecados, não seria surpresa. Mas Aquele que suportou o nosso pecado foi Deus, o Filho. Jesus tomou o nosso lugar, e “todavia ao Senhor agradou moê-Lo, fazendo-O enfermar; quando Sua alma se puser por expiação do pecado”(Isaías 53:10). Embora nosso pecado tenha sido colocado sobre Jesus somente por imputação, isto causou-Lhe a mais profunda dor e vergonha antes de serem pago na Cruz.

Note que nosso texto diz: “As costas dou aos que me ferem” Jesus se entregou voluntariamente aos que o feriram, aos que arrancaram Sua barba e cuspiram em Sua face. Ele se entregou para morrer na Cruz. Ninguém o forçou a sofrer por nossos pecados. Ele fez isso de boa vontade. O Filho de Deus voluntariamente se tornou maldição por nós, como nosso substituto, para pagar a penalidade por nossos pecados - para que pudéssemos ser perdoados por Deus e tornados justos aos Seus olhos.

Você pode ouvir isso e não se sentir maravilhado? Você pode se lembrar que o Filho de Deus foi açoitado, teve a barba arrancada, e o rosto cuspido, e não ficar cheio de admiração, adoração e temor? Aquele que cobre o céu com nuvens não esquivou-se da vergonha, nem cobriu Seu rosto de ser cuspido. Aquele que criou as encostas das montanhas, não impediu que suas próprias costas fossem açoitadas por flagelos. Aquele que liga o universo como com um cinto que o mantém unido foi atado e vendado pelos homens que Ele mesmo criou. Quando anjos no Céu cantam grandes hinos em Seu louvor, parecerá possível que Ele tenha sido pregado em uma cruz? Eu suponho que seja por isso que as marcas dos cravos estarão para sempre em Suas mãos e pés, para que jamais esqueçamos do que Ele fez por nós quando o virmos no Céu. Como serei capaz de olhar Seu rosto em glória e não lembrar-me dos pecadores que arrancaram Sua barba enquanto a saliva do cuspir escorria por sua face sagrada!

Vede, quão paciente o Cristo está,
   Afrontado neste horrendo lugar!
Pecadores, O Onipodente as mão ataram
   Na face do Criador cuspiram.

Em Sua face! Por que não cuspir em anjos? Não havia outro lugar para cuspirem, que não fosse Sua preciosa face? Em Sua face! Ó que Deus nos ajude! Em Sua face! Eles cuspiram no rosto santo de Jesus! Spurgeon disse: “Eu poderia desejar que o homem nunca tivesse sido criado, ou que ... ele tivesse sido varrido para o nada, em vez de ter vivido para cometer tal horror” (ibid., P.428). Que Deus nos ajude! Eles cuspiram no rosto do nosso Redentor!

Se você ainda está perdido, eu lhe imploro que confie Nele agora. Seu pecado é apagado quando você confia nEle, porque Ele levou todas as suas iniqüidades e vergonha sobre Si ao ser pregado na Cruz. Seu castigo é então removido, porque Jesus o levou - em Suas costas, em Sua face, em Seu rosto e nas feridas feitas em Suas mãos e pés. Confie nele e todo o castigo dos seus pecados é removido, e você é salvo, justificado para todo o sempre e por toda a eternidade pelo amor redentor de Jesus! Por favor, levantem-se e cantemos o hino denúmero seis, "Oh, Que Fonte!" Pelo Dr. John R. Rice.

Oh, linda história do amor sem medida,
   Que toda a culpa, sim, já perdoou.
Esse Perdão é gratuito, pois Cristo,
   Lá no Calvário por nós expiou
A doce fonte de misericórdia
   Flui do Calvário onde Cristo sofreu
Precioso sangue verteu prá salvar-nos
   Graça e perdão Ele nos concedeu
(Tradução livre de “Oh, What a Fountain!”
por Dr. John R. Rice, 1895-1980).

Eu oro para que você confie em Jesus esta noite. O Seu Sangue o purificará de todo pecado. Confie nele agora e você será salvo para sempre e por toda a eternidade.


AO ESCREVER PARA DR. HYMERS, VOCÊ PRECISA MENCIONAR O PAÍS DO QUAL VOCÊ ESTÁ ESCREVENDO, CASO CONTRÁRIO ELE NÃO PODERÁ RESPONDER SEU E-MAIL. Se estes sermões o abençoam envie um e-mail para o Dr. Hymers para dizer-lhe, mas sempre inclua o país do qual você está escrevendo. O e-mail do Dr. Hymers é: rlhymersjr@sbcglobal.net (clique aqui). Você pode escrever para Dr. Hymers em qualquer idioma, mas, se puder, escreva em Inglês. Se você quiser escrever para Dr. Hymers pelo correio, seu endereço é: P. O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015. Você pode contatá-lo via telefone: (818) 352-0452.

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana na Internet
em www.sermonsfortheworld.com.
Clique no “Sermão em Português.”

Estes manuscritos de sermão não estão protegidos com direitos autorais. Você pode usá-
los sem permissão do Dr. Hymers. Porém, todas as mensagens de vídeo do Dr. Hymers
estão com direitos autorais e podem ser usados somente com permissão.

Leitura das Escrituras antecedente ao Sermão feita pelo Dr. Kreighton L. Chan: Lucas 18:31-33.
Solo Cantado antes do Sermão por. Benjamin Kincaid Griffith:
“Lead Me to Calvary” (por Jennie Evelyn Hussey, 1874-1958).


O ESBOÇO DO

AÇOITES, ESCÁRNIOS E CUSPES

THE SCOURGING, SHAME AND SPITTING

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

“As costas dou aos que me ferem e a face aos que me arrancam os cabelos; não escondo o meu rosto dos que me afrontam e me cospem” (Isaías 50: 6).

(Atos 8:34; Lucas 18:31-33; Marcos 15:17-19)

I.   Primeiro, Veja-O como o Deus Encarnado, Isaias 50:2;
João 1:1, 14; I Timóteo 3:16.

II.  Segundo, Veja-O como nosso exemplo, Isaias 53:7; I Pedro 2:21-23;
Mateus 26:63; 27:13-14; Lucas 6:22-23.

III. Terceiro, Veja-O como o substituto dos pecadores, Isaias 53:5;
II Coríntios 5:21; Isaias 53:10.