Print Sermon

Os manuscritos dos sermões e videos do site www.sermonsfortheworld.com alcançam agora cerca de 1.500.000 computadores em mais de 215 países por ano. Centenas de outros assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O Youtube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos em 36 idiomas para por volta de 120.000 pessoas por mês. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, assim pregadores podem usá-los sem nossa autorização. Por favor clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de espalhar o Evangelho para todo o mundo, incluindo as nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do rlhymersjr@sbcglobal.net.




ORAÇÕES QUE DEUS RESPONDE

THE PRAYERS GOD ANSWERS
(Portuguese)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

Um sermão pregado no Tabernáculo Batista de Los Angeles
Noite do Dia do Senhor, 22 de maio de 2016
A sermon preached at the Baptist Tabernacle of Los Angeles
Lord’s Day Evening, May 22, 2016

"Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós, e orou com fervor para que não chovesse, e não choveu sobre a terra por três anos e seis meses" (Tiago 5:17).


É interessante notar que o Antigo Testamento não menciona Elias fazendo essas orações. Ele só nos diz que o profeta sabia que Deus responderia às orações, as quais não são mencionadas (I Reis 17: 1). Eu creio que essas orações de Elias devem ter sido dadas a Tiago por revelação especial. Todavia o Antigo Testamento nos dá apenas o que o profeta disse ao rei Acabe. Dr. McGee disse que os profetas falaram aos homens, mas os sacerdotes falavam com Deus. Elias era um profeta, assim que a Bíblia só nos dá o que Elias disse a Acabe. O que Elias disse a Deus foi encoberto até que Deus revelou a Tiago. Elias falou com Acabe e disse:

“Tão certo como vive o SENHOR, Deus de Israel, perante cuja face estou, nem orvalho nem chuva haverá nestes anos, segundo a minha palavra” (I Reis 17:1).

Nós não saberíamos muito sobre as orações de Elias por seca e chuva se Tiago 5:17 não tívesse sido dado a Tiago por inspiração de Deus (II Timóteo 3:16).

O texto nos diz que Elias orou "fervorosamente" por seca e por chuva. A palavra grega traduzida como "fervorosamente" significa "pediu em oração." Thomas Manton (1620-1677) disse que isso denota "acordo entre a língua e o coração; coração orou e [a] língua orou” (traduzido de Commentary on James, The Banner of Truth Trust, 1998 reimpressão). Eu acho que é muito mais do que orar em voz alta. Eu creio que Manton está correto ao dizer que isso mostra um acordo entre o coração e as palavras da oração. Isto significa que o coração anseia pelo que é dito em suas orações.

Ao longo dos anos, tenho visto muitas respostas notáveis à oração. Mas nem tudo que eu peço é respondido rapidamente. Grandes respostas à oração normalmente foram precedidas de um grande peso e ansia por aquilo para o qual eu estava orando. Era algo que eu ão conseguia parar de pensar sobre ele. Os antigos cristãos chamaram-no de um "fardo", algo que pesa tanto, algo pelo qual você se preocupa profundamente, e tão profundamente que continua voltando à sua mente. E você ora por isso até que a resposta venha.

Jesus contou duas parábolas para mostrar a importância de continuar a orar pelas coisas que nos sobrecarregam até que obtenhamos a resposta. A primeira é chamada de "Parábola do amigo importuno ". A palavra inoportuno significa "persistente" ou até mesmo "perturbador". Ela ocorre em Lucas 11: 5-13. É na página 1090 na Bíblia de Referência Scofield. Por favor, fique e levantem-se e leiam em voz alta.

“Disse-lhes ainda Jesus: Qual dentre vós, tendo um amigo, e este for procurá-lo à meia-noite e lhe disser: Amigo, empresta-me três pães, pois um meu amigo, chegando de viagem, procurou-me, e eu nada tenho que lhe oferecer. E o outro lhe responda lá de dentro, dizendo: Não me importunes; a porta já está fechada, e os meus filhos comigo também já estão deitados. Não posso levantar-me para tos dar; digo-vos que, se não se levantar para dar-lhos por ser seu amigo, todavia, o fará por causa da importunação e lhe dará tudo o de que tiver necessidade.Por isso, vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e a quem bate, abrir-se-lhe-á. Qual dentre vós é o pai que, se o filho lhe pedir [pão, lhe dará uma pedra? Ou se pedir] um peixe, lhe dará em lugar de peixe uma cobra? Ou, se lhe pedir um ovo lhe dará um escorpião? Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que lho pedirem? (Lucas 11:5-13).

Podem sentar-se

A parábola inteira nos ensina a continuar pedindo e continuar orando até recebermos o que pedimos. Os versículos 9 e 10 dizem:

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e a quem bate, abrir-se-lhe-á” (Lucas 11:9-10).

"Peça", "busque" e "bata" estão no tempo presente no texto grego. Pode ser traduzido como "continue a pedir, persista em buscar, continue a bater." Agora olhe para o versículo 13:

“Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?” (Lucas 11:13)

Então aqui a oração persistente será respondida por Deus dando o Espírito Santo a nossos "amigos" que estão em necessidade. Dr. John R. Rice estava certo quando disse que isso se aplica aos cristãos pedindo o poder do Espírito Santo para ganhar almas (Tradução de Prayer: Asking and Receiving, pp. 212, 213).

Mas o mesmo ensinamento também é dado em Mateus 7:7-11. Está na página 964 na Bíblia de Referência Scofield. Leia em voz alta

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á. Ou qual dentre vós é o homem que, se porventura o filho lhe pedir pão, lhe dará pedra? Ou, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma cobra? Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?” (Mateus 7: 7-11).

Note que o versículo 11 tem palavras diferentes. Em Lucas 11, Jesus disse: "Quanto mais vosso Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?" Mas em Mateus 7:11 Jesus disse: "Quanto mais o Pai nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?

O profeta Elias orou para que não chovesse, e não choveu por três anos e meio. Esse era o peso que Deus colocou em seu coração. E quando ele orou, Deus respondeu parando a chuva. Às vezes Deus responde rapidamente. Em outros momentos, Deus não responde à primeira vista.

Lembro-me muito bem da noite em que Deus respondeu rapidamente à minha oração. Eu tinha doze anos. Eu fui enviado para viver com uma tia e um tio que viviam no topo de Topanga Canyon. Eu frequentei por alguns meses a escola lá - uma das vinte escolas que frequentei antes de completar o ensino médio. É por isso que eu desisti da faculdade a primeira vez que fui. Quando você tem que mudar em torno de vinte vezes, você não aprende muito. Eu aprendi a ler. Eu aprendi a escrever em letra cursiva. Eu aprendi a somar e subtrair. Isso foi tudo. Mas lá estava eu, no topo de Topanga Canyon, vivendo com uma tia que vivia bêbada o tempo todo. Uma noite, meu primo um amigo dele estavam bebendo. Na realidade, eles estavam já muito bêbados. Eles disseram: "Vamos lá, Robert. Entre no carro e vamos sair por aí". Eu não queria ir, mas eu tinha apenas doze anos, e esses caras grandões me agarraram e me jogaram na parte de trás do carro. O carro era um Cupé 1940 do meu tio que só tinha banco na frente. Eles me enfiaram no espaço estreito atrás do assento dianteiro. E saíram dirigindo enquanto bebiam cerveja e uísque. O "pequeno passeio" tornou-se uma viagem selvagem para a praia em uma estrada cheia de curvas. Se você já passou por esse caminho, você tem uma idéia de como é. A estrada é cheia de curvas como uma cobra. Eles estavam bêbados e meu primo dirigindo há 95-100 kilometros por hora serra abaixo. O limite de velocidade era, eu acho que, por volta de 40 kilometros por hora e ele dirigindo a 95-100. Eu jamais me esquecerei daquilo enquanto viver. De vez em quando eu ainda tenho pesadelos sobre aquele dia. Eu baixei a cabeça e fiz a única oração que eu sabia naquele momento. Eu orei o Pai Nosso todo o caminho serra abaixo - com uma forte ênfase nas palavras, "Livrai-nos do mal". No pé da montanha eu saí do carro e fiquei tremendo no escuro. Eu sei que foi Deus quem nos salvou. Houve muitas mortes nessa estrada. Eu já tinha visto carros que haviam saído da pista e pegado fogo lá embaixo. Deus me salvou em resposta à oração. Eu soube então, e sei agora, sessenta e três anos depois! Muitas vezes Deus responde às orações curtas como fez naquela noite.

Outras vezes, todavia, temos que esperar, às vezes por um longo período antes que a resposta venha. Aos dezessete anos de idade eu decidi, não ser ator e, ao invés disso decidi entrar para o ministério. Não havia nenhuma emoção envolvida, nenhum sentimento de qualquer espécie. Eu nem me lembro de ouvir sobre ser "chamado" para pregar. Talvez alguém houvesse dito isso, mas nunca ouvi falar. Naquela época, eles sempre falavam sobre "render-se" à pregação. Pastores falavam sobre passarem por uma grande luta e, finalmente, "renderem-se" ao pastorado. Bem, eu não passei por luta de maneira alguma. Eu apenas pensei que ser ator era estúpido e inútil, e eu então me entreguei ao ministério da pregação, seja o que fosse que aquilo significasse! Eu me submeti à vontade de Deus. Isso é o que me levou à igreja chinesa, para tornar-me um missionário. Eu havia lido sobre a vida de James Hudson Taylor, o grande missionário pioneiro na China. E eu sabia que ele era um grande modelo a seguir.

Eu, então, fui para a igreja chinesa e mergulhei-me em servir, toda espécie de serviço que estivesse disponível. Eu até me fui jardineiro e zelador da igreja, limpava o chão, arrumava as cadeiras, qualquer coisa que eu pudesse fazer para servir a Deus. Durante esse tempo eu comprei uma cópia de trechos do Diário de John Wesley, publicado pela Moody Press. Eu li quase como se fosse a Bíblia. Eu não sabia no momento, mas a leitura me deu uma imagem gráfica do que aconteceu no Primeiro Grande Avivamento O Diário de Wesley fez com que eu me interessasse sobre avivamento. Eu era muito jovem e inexperiente para saber quão raro e estranho tornou-se o avivamento na década de 1960. Eu era ingênuo e inocente o suficiente para crer que era só orar por reavivamento que ele viria a acontecer. Então orei para que um reavivamento viesse para a igreja chinesa. Orei por isso diariamente. Orei por isso em voz alta em todas as reuniões de oração. Quando me pediam para dar graças nas refeições na igreja, toda a minha oração era para que Deus enviasse um avivamento. Isso era o foco central de minhas orações por toda a década de 1960. Eu não fiquei surpreso quando o reavivamento veio. Ele começou de repente em um acampamento de verão no final dos anos 60. Eu sabia que estava vindo porque com a fé de uma criança, eu estava orado por isso. Alguns anos antes de sua morte Dr. Murphy Lum lembrou-me daquelas orações. Ele disse: "Bob, você estava sempre orando por avivamento, mesmo quando ninguém o fazia." Ele então me disse: "Bob, eu acho que o reavivamento veio porque você orou continuamente por isso." Quando ele mencionou aquilo eu já tinha quase esquecido.

Ver um reavivamento na igreja chinesa tornou-se um fardo em meu coração. Acho que Deus colocou aquele peso sobre mim. Eu não conseguia parar de pensar naquilo. E eu orei por isso até que Deus respondeu. Os antigos cristãos chamavam isso de "orar sem cessar". É a oração persistente inoportuna - até que Deus responda você receba o que pediu! Jesus disse:

"Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai que está nos céus, dará coisas boas aos que [pedem continuamente]?" (Mateus 7:11).

Mais uma vez, Jesus disse:

"E eu vos digo: Pedi e recebereis; Buscar e achareis; batam, e a porta será aberta. Pois todo o que pede, recebe; e quem procura encontra; e àquele que bate será aberto" (Lucas 11: 9-10).

"Pedi", "buscai" e "batei" estão tempo presente no grego. Isso significa ", continue pedindo, continue buscando, continue batendo". Dr. John R. Rice disse: "Um filho de Deus tem o direito de ... persistentemente, insistentemente declarar as promessas de Deus e recusar um não, até que aquela necessidade pedida... seja recebida de Deus . Oh, que o povo de Deus seja encorajado a orar, orar, orar que sejam encorajados a orar sem cessar!

"Continuem a orar
Até receber a resposta,
Continuem a orar
Até receber a resposta,
As grandes promessas de Deus
São sempre verdadeiras,
continuem a orar
Até receber a resposta. "

(Tradução de John R. Rice, D.D., Prayer: Asking and Receiving, Sword of the Lord Publishers, 1970, pp. 213, 214).

Dr. R. A. Torrey, em seu grande livro, How to Pray [Como Orar], disse a mesma coisa. Dr. Torrey disse:

     Deus nem sempre nos dá as coisas em nosso primeiro esforço. Ele quer nos treinar e nos tornar fortes, fazendo-nos trabalhar arduamente para conseguir as melhores coisas ... Ele nem sempre nos da o que pedimos em oração, em resposta à primeira frase. Ele quer nos treinar e fazer-nos pessoas fortes em oração, fazendo-nos orar muito para as melhores coisas. Ele nos faz orar sem cessar. Fico feliz que seja assim. Não existe formação mais abençoada em oração do que a que vem por sermos compelidos a pedir insitentemente por longos períodos de tempo, antes de obter o que queremos de Deus. Muitas pessoas chamam de submissão à vontade de Deus, quando Deus não lhes concede o que pedem na primeira ou segunda vez que oram. Eles dizem: "Bem, talvez não seja a vontade de Deus." Como regra geral, isso não é submissão, mas preguiça espiritual ... Quando um homem ou mulher fortemente determinados têm a idéia de começar uma coisa e não conseguem na primeira ou a segunda ou centésima vez, ele ou ela continua martelando até que se realize. O homem de oração orar sem cessar até obter o que está pedindo ... Quando começamos a orar por uma coisa, nunca devemos parar de orar por ela até recebermos (Tradução de R. A. Torrey, D.D., How to Pray, Whitaker House, 1983, pp. 50, 51).

Mas há um outro lado. Suas orações não serão respondidas se o seu coração não está correto diante de Deus. Eu levei a minha família para um período de férias em Cancun, México, no início de janeiro. Um dia, enquanto eles foram para visitar as ruínas Maias, eu fiquei sozinho. Eu li um livro sobre o avivamento na Ilha de Lewis, de 1949 a 1952. Eu orei e escrevi um sermão. Quando voltamos eu anunciei que iríamos ter reuniões evangelísticas todas as noites. Como você sabe, Deus estava presente nisso. Tudo começou com Dr. Cagan levando a Jesus sua mãe de 89 anos. Isso foi um verdadeiro milagre, porque ela havia sido endurecida pelo ateísmo por muitos anos. Em seguida, a sogra do Dr. Cagan converteu-se - com a idade de 86 anos. Sabemos a partir das estatísticas que conversões em pessoas com mais de 70 anos dificilmente ocorrem. Aqui, em poucos dias, duas mulheres com mais de oitenta anos foram salvas. Notável! Em seguida, um a um, outros 11 foram salvos. Poucos dias depois, outra conversão. Quatorze pessoas foram salvas em poucos dias.

Mas eu, então, li também Romanos 12:1 e 2 e apliquei o texto a aqueles que haviam sido salvos em anos anteriores aqui na igreja.

"Rogo-vos pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus"(Romanos 12: 1, 2).

Quando se vêm pregando o tempo que eu já venho, você aprende a sentir a resposta dada pela congregação. O que eu senti não foi bom. Vi jovens com a expressão dura olharem para o chão. Senti uma profunda resistência e rebelião contra Jesus, como se não quisessem mais submeter-se a Ele. Eu senti um golpe frio em meu coração. Senti quase como se eles tivessem que converter-se novamente. Este é o caso quando as pessoas deixam as coisas deste mundo tomarem o lugar de Jesus em seus corações. O coração torna-se quase tão duro como era antes da conversão inicial. O coração deve ser novamente quebrantado e rendido a Jesus.

A rebelião reina nos corações daqueles que se recusam a continuamente render-se a Jesus. Ele disse: tome a sua cruz "a cada dia, e siga-me." É necessário que haja uma rendição “diária” a Jesus, ou os nossos corações crescem em frieza e obstinação. É errado pensar: "Eu sou salvo agora. Eu não preciso mais entregar minha vida a Jesus. "Quão diferente esse pensamento é do que apóstolo Paulo disse: "Apresentai os vossos corpos em sacrifício vivo ... a Deus, que é o vosso culto racional. Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente ". Só então vocês poderam "experimentar qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus" (Romanos 12: 1, 2). Para saber a vontade de Deus, você deve oferecer-se como um sacrifício vivo a Ele, e não estar sujeito ao mundo.

O coração que não apresenta-se como um "sacrifício vivo" a Jesus será um coração dividido. A Bíblia diz: "Que ninguém pense que receberá alguma coisa do Senhor" (Tiago 1:7). Jesus disse: se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome dia-a-dia sua cruz e siga-me (Lucas 9:23). Jesus o está chamando a negar-se a si mesmo. Ele o chama a seguí-lo. Oh, quantas vezes na vida eu perdi a alegria da minha salvação, porque não estava disposto a negar-me a mim mesmo e segui-Lo! Mas, oh, como a alegria do Senhor retournou, continuamente, quando eu me apresentei como um sacrifício vivo a Jesus! Estou orando hoje à noite para que você venha a fazer isso também. Eu amo a canção que o Sr. Griffith cantou, ela me segue quase toda a minha vida. Quando eu era um adolescente solitário e confuso, as lágrimas brotavam em meus olhos cada vez que eu cantava essas palavras:

Devedor à tua graça
    Cada dia e hora sou.
Teu cuidado sempre faça
    Com que eu ame a ti, Senhor.
O meu ser é vacilante:
    Toma-o, prende-o com amor,
Pra que eu, a todo instante,
    Glorifique a ti, Senhor.
(“Fonte és Tu de toda a Bênção” por Robert Robinson, 1735-1790).

Há alguém aqui nesta noite que sabe que deve negar-se a si mesmo novamente - e tomar a sua cruz e seguir novamente a Jesus? Alguém entre vocês deve "apresentar seu corpo e alma como "sacrifício vivo" a Deus? Se Deus está falando a você, em alguns momentos, eu vou pedir-lhe que saia do seu assento e ajoelhe-se aqui na frente do auditório. Venha dedicar novamente sua vida, como um sacrifício vivo a Jesus, que morreu na cruz para salvá-lo. Venha aqui e apresente novamente seu coração e vida a Jesus. Venha confessar-lhe qualquer rebelião ou pecado em seu coração e vida. Venha pedir a Jesus para perdoá-lo, e renove sua obediência a Ele. Ao levantarmo-nos todos, venha ajoelhar-se aqui e orar. Enquanto o Sr. Griffith canta essa música suavemente, venha:

Fonte és tu de toda bênção;
   vem o canto me inspirar;
a misericórdia tua
   quero em alto som louvar.
Oh, ensina o novo canto
   dos remidos lá dos céus
ao teu servo e ao povo santo
   pra louvarmos-te, bom Deus!

Ao Senhor eu agradeço,
   pois Jesus me socorreu
e, por sua graça, um dia
   vai levar-me para o céu.
Eu, perdido, procurou-me,
   longe do meu Deus, sem luz;
dos pecados meus lavou-me
   com seu sangue o bom Jesus.

Devedor à tua graça
   cada dia e hora sou.
Teu cuidado sempre faça
   com que eu ame a ti, Senhor.
O meu ser é vacilante:
   toma-o, prende-o com amor,
pra que eu, a todo instante,
   glorifique a ti, Senhor.
(“Come, Thou Fount” por Robert Robinson, 1735-1790).

Se este sermão lhe abençoou o Dr. Hymers gostaria de ouvir de você. QUANDO VOCÊ FOR ESCREVER PARA O DR. HYMERS VOCÊ TEM QUE DIZER-LHE DE QUAL PAÍS VOCÊ ESTÁ ESCREVENDO OU ELE NÃO PODERÁ RESPONDER AO SEU E-MAIL. Se estes sermões lhe abençoou envie um e-mail para o Dr. Hymers e conte para ele, mas sempre inclua o país de onde você está escrevendo. O e-mail do Dr. Hymers é rlhymersjr@sbcglobal.net (clique aqui). Você pode escrever para o Dr. Hymers em qualquer idioma, mas escreva em Inglês se você puder. Se você quiser escrever para o Dr. Hymers por correio, o seu endereço é P.O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015. Você pode ligá-lo por telefone para (818)352-0452.

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana na Internet
em www.sermonsfortheworld.com.
Clique no “Sermão em Português.”

Você pode enviar e-mail ao Dr. Hymers para rlhymersjr@sbcglobal.net (Clique Aqui)
ou você pode escrever para ele a P.O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015.
Ou ligar para ele (818) 352-0452.

Estes manuscritos de sermão não estão protegidos com direitos autorais. Você pode usá-
los sem permissão do Dr. Hymers. Porém, todas as mensagens de vídeo do Dr. Hymers
estão com direitos autorais e podem ser usados somente com permissão.

Trecho das Escrituras Lido Antes do Sermão por Abel Prudhomme: Tiago 4:1-10.
Solo Cantado Antes do Sermão por Benjamin Kincaid Griffith:
“Fonte és Tu de toda bênção” (por Robert Robinson, 1735-1790).