Print Sermon

Os manuscritos dos sermões e videos do site www.sermonsfortheworld.com alcançam agora cerca de 1.500.000 computadores em mais de 215 países por ano. Centenas de outros assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O Youtube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos em 35 idiomas para por volta de 120.000 pessoas por mês. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, assim pregadores podem usá-los sem nossa autorização. Por favor clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de espalhar o Evangelho para todo o mundo, incluindo as nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do rlhymersjr@sbcglobal.net.




ORAÇÃO DO CRISTO EM GETSÊMANI

CHRIST’S PRAYER IN GETHSEMANE
(Portuguese)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

Sermão pregado no Tabernáculo Batista de Los Angeles
Dia do Senhor de noite, 29 de Março, 2015
A sermon preached at the Baptist Tabernacle of Los Angeles
Lord’s Day Evening, March 29, 2015


Jesus havia comido a Última Ceia com os Seus Discípulos. Depois Ele liderou eles adentro do Jardim de Getsêmani. Jesus deixou eles na beira do Jardim e entrou mais profundo na escuridão para orar. Ele estava em agonia profunda. Ele clamou ao Deus para salvar Ele. Enquanto Ele orava lá em agonia, Ele suou “tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão” (Lucas 22:44). E isto nos leva para nosso texto. O texto nos conta mais sobre a oração do Cristo em Jardim de Getsêmani.

“O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia” (Hebreus 5:7).

É interessante que muitos comentários dizem sobre este versículo. Maioria deles dizem que isto refere-se a oração do Cristo em Getsêmani. Mas muitos deles pensam que Ele estava orando por Deus para salvar Ele desde a morte na Cruz no dia seguinte. Dr. Lenski respondeu bastante destas teorias confusas e contraditórias, supostamente derivados desde Hebreus 5:7 (R. C. H. Lenski, Ph.D., The Interpretation of the Epistle to the Hebrews and the Epistle of James, Augsburg Publishing House, 1966 edition, p. 162-165; nota sobre Hebreus 5:7).

Deixe nos examinar o texto frase por frase, poque isto revela uma grande importância sobre a oração solitária do Cristo em Jardim de Getsêmani, a noite anterior que Ele foi crucificado.

“O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia” (Hebreus 5:7).

I. Primeiro, o texto fala de Cristo “nos dias da sua carne.”

Esta frase nos mostra que o texto não refere à nada que aconteceu ao Jesus em Seu estado preincarnado, antes de Ele descer desde Céus. Isto também mostra que o texto não refere à nada que Cristo experienciou depois que Ele foi recebido de volta à Céus em ascensão Dele. O texto enfoca em um tempo quando Jesus orou “com grande clamor” em “nos dias da sua carne” na terra.

O Novo Testamento nos diz de três ocasiões quando Jesus chorou. Uma foi na tumba de Lázaro. A Biblia diz, “Jesus chorou” (João 11:35). A segunda vez Ele chorou por Jerusalém,

“E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela” (Lucas 19:41).

Dr. J. Vernon McGee disse, “A terceira vez que Ele chorou foi no Jardim de Getsêmani” (J. Vernon McGee, Th.D., Thru the Bible, Thomas Nelson Publishers, 1983, volume V, p. 540; nota sobre Hebreus 5:7). Isto é claro que nosso texto não refere ao choro Dele na tumba de Lázaro. E isto não refere às lagrimas que Ele derramou quando Ele contemplou a cidade de Jerusalém. Isto reduz a referência dentro do texto ao tempo de tristeza Dele no Jarfim de Getsêmani, a noite anterior que Ele foi crucificado.

Até meia noite, e na sombrancelha de Olive
   A estrala está escurecido que brilhou ultimamente;
Até meia noite em Jardim agora,
   O sofredor Salvador ora sozinho.

Até meia noite; e a culpa de outros
   O Homem de Aflição clama em sangue;
Todavia Ele que teve em angústia ajoelhou-se
   Não foi abandonado por Seu Deus.
(“‘Tis Midnight; and on Olive’s Brow” por William B. Tappan, 1794-1849).

“O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia” (Hebreus 5:7).

II. Segundo, o texto nos conta que Cristo orou para Deus, quem foi capaz de salvar Ele desde a morte em Getsêmani.

Escute atenciosamente ao Mateus 26:36-38.

“Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani, e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar. E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte...” (Mateus 26:36-38).

Dr. John MacArthur tem algumas coisas boas de dizer sobre Hebreus 5:7, mas ele fica errado em sua última frase em aquele versículo. Ele diz, “Jesus perguntou de ser salvo desde permanecer em morte, i.e. [isto é] de ser ressucitado” (John MacArthur, D.D., The MacArthur Study Bible, Word Bibles, 1997, p. 1904; nota sobre Hebreus 5:7).

Jesus não estava orando de ser “salvo desde permanecer em morte” pela ressurreição! Não, Mateus 26:38 claramente nos conta que Jesus estava “cheio de tristeza até a morte” – ao ponto de morte – lá mesmo no Jardim de Getsêmani – Jesus estava quase de morrer! Ele estava orando de ser salvo desde a morte lá mesmo em Getsêmani! O Evangelho de Lucas nos diz, “E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão” (Lucas 22:44). Jesus estava em um estado tão horrível de sofrimento que Ele suou suor de sangue, e estava no ponto de morte aquela noite, em Getsêmani, a noite anterior que Ele foi crucificado. Joseph Hart disse,

Vê o sofrimento Filho de Deus,
Ofegante, suspirante, suor de sangue!
Profundidades sem limite de graça divina!
Jesus, tal amor foi Teu!
   (“Thine Unknown Sufferings” por Joseph Hart, 1712-1768;
      a melodia de “‘Tis Midnight, and on Olive’s Brow”).

Escute ao Mateus 26:38-39.

“Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo. E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres” (Mateus 26:38-39).

A interpretação comum de esta oração é que Cristo estava perguntando Deus de salvar Ele desde ir para Cruz. Mas eu tenho certeza que não é o que a Bíblia ensina. Dr. J. Vernon McGee, o professor de Bíblia que é o mais conhecido na América, disse,

Para dizer que nosso Senhor estava tentando de evitar à ir para cruz não é...verdade. Em Seu humanidade Ele sentiu repugnância e horror terrível de ter o pecado do mundo colocado sob Ele mesmo... (J. Vernon McGee, Th.D., Thru the Bible, 1983, Thomas Nelson Publishers, volume IV, p. 141; nota sobre Mateus 26:36-39).

Dr. J. Oliver Buswell, um teólogo bem conhecido, disse,

Extremamente suor abundante tal como Lucas descreveu é característica de um estado de choque em qual o sofredor está em perigo iminente de colapso e até morte...Nosso Senhor Jesus Cristo, encontrando Ele mesmo em este estado físico de choque extremo, orou por libertação desde a morte no Jardim, na ordem que Ele possa cumprir propósito Dele na cruz [o dia seguinte] (J. Oliver Buswell, Ph.D., A Systematic Theology of the Christian Religion, Zondervan Publishing House, 1962, part III, p. 62).

“E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte...” (Mateus 26:37-38).

Havendo estudado estes dois versículos bem cuidadosamente, Dr. John R. Rice amplificou o que Dr. J. Vernon McGee e Dr. J. Oliver Buswell nos deu. Dr. Rice disse,

     Se você não observar os versículos 37 e 38 [de Mateus 26], o significado de oração de Getsêmani irá ser errado. Jesus estava entristecido e angustiado e a Sua alma “tristeza até morte,” isto é [Ele] estava literalmente morrendo de sofrimento...Jesus estava quase de morrer no Jardim. O cálice mencionado no versículo 39 e 42 foram a cálice de morte, morte em aquela noite no Jardim de Getsêmani. Isto ficou claro especialmente em Hebreus 5:7 aonde nós somos contados que Jesus “oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia.” Quase de morrer no Jardim de Getsêmani, Jesus orou que a cálice de morte iria passar desde Ele aquela noite para que Ele podia viver para morrer na cruz no dia seguinte. A Escritura diz que “Ele foi ouvido”! Deus respondeu a oração Dele...Se Jesus havia morrido no Jardim de Getsêmani, então nós não teríamos o Evangelho salvador, por o Evangelho é “que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras” [kata tas graphas], I Coríntios 15:3. Nenhuma morte ordinária iria fazer; a morte de Cristo deveria ser segundo as Escrituras...Jesus tinha que ter Sua barba rancado fora (Isaías 50:6). Ele tinha que ser batido com bastante chicotadas (Isaías 53:5)...Ele tinha que ser morto entre os bandidos na cruz [Isaías 53:12; Zacarias 12:10; Zacarias 13:6]. Eles tinham que perfurar mãos Dele e pés Dele (Salmos 22:16)...Até [Seu] clamor [desde a Cruz], “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”...foi profetizado nas Escrituras (Salmos 22:1). A zombaria de sumo sacerdotes e as pessoas [quando Ele estava na Cruz] tinha que ser realizado até as letras como isso foi profetizado (Salmos 22:7-8). [Os soldados] tinham que tirar sorte pelo vestuário [manto] Dele (Salmos 22:18).
     Se Jesus não morreu literalmente “segundo as Escrituras,” então Ele não podia ser nosso Salvador. Agradeço ao Deus, orações Dele no Jardim de Getsêmani foram respondidas! A cálice de morte...aquela noite passou desde Ele [assim Ele podia ir para] a cruz para que nós podiamos ser salvos...Lucas 22:43 nos conta que “apareceu-lhe um anjo do céu, que o fortalecia.” Sem este fortalecimento supernatural de Seu corpo, Cristo certamente iria ser morto no Jardim aquela noite (John R. Rice, D.D., The Gospel According to Matthew, Sword of the Lord Publishers, 1980 edition, pp. 441-442; notas sobre Mateus 26:36-46).

Nós não podiamos ser salvos desde nossos pecados se Jesus havia morrido no Jardim de Getsêmani antes de ir para Cruz. Porque? Por causa que Cristo não havia morrido “kata tas graphas.” Ele não podia nos salvar porque ele não morreu “segundo as Escrituras.”

“O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia” (Hebreus 5:7).

III. Terceiro, o texto nos conta que Deus repondeu Cristo.

Se Ele estava orando de evitar a Cruz, então Deus não iria sustentar Ele ou salvar Ele! Não, Deus escutou Ele e respondeu a oração Dele. Ele não morreu no Jardim de Getsêmani! Deus salvou Ele para que ele podia morrer na Cruz por nossos pecados “kata tas graphas” – “segundo as Escrituras”! Jesus foi “ouvido quanto ao que temia” (Hebreus 5:7). Eu penso isto significa que Ele tinha temido dos céus, que Ele temeu de desobedecer Deus por morrer antes que Ele podia ir a Cruz. A Bíblia diz que Jesus, “pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz” (Hebreus 12:2). Jesus não morreu por acidente. Não, Ele deliberadamente e voluntariamente foi à Cruz para pagar o castigo completo por nossos pecados.

Qual, então, foi a razão por grande agonia e sofrimento Dele “até morte” no Jardim de Getsêmani (Mateus 26:38)? Porque ele foi “entristecido” e “angustiado” lá? Porque ele foi “ter pavor” (Marcos 14:33)? Porque Ele estava “posto em agonia” (Lucas 22:44)? Porque Ele suou “em grandes gotas de sangue” no Getsêmani (Lucas 22:44)?

Eu acredito que isso aconteceu no Jardim de Getsêmani em aquela noite que Deus colocou os pecados de Seu povo sobre Jesus, o Cordeiro de Deus. A Bíblia diz, “o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos” (Isaías 53:6). Eu acredito que isto aconteceu em Getsêmani. Seus pecados foram postos “na própria carne dele” aquela noite, e Ele carregou istos à Cruz, para pagar por seus pecados na manhã seguinte. Aqui está Jesus, “Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro” – na Cruz (I Pedro 2:24). Vê Ele em grande agonia, suando sangue, lá em Getsêmani, quando Deus “fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.” Vê Ele indo desde Getsêmani até a Cruz levando seus pecados “em seu corpo sobre o madeiro.” Você irá rejeitar grande Salvador como este? Ou você irá vir ao Ele, quem sofreu e morreu em seu lugar, para que você pode ser perdoado e salvo desde o castigo de pecado?

O grande escritor de hino Joseph Hart (1712-1768) viu exatamente do que aconteceu ao Jesus em Jardim de Getsêmani.

Vê o sofrimento Filho de Deus,
Ofegante, suspirante, suor de sangue!
Profundidades sem limite de graça divina!
Jesus, tal amor foi Teu!
   (“Thine Unknown Sufferings” por Joseph Hart, 1712-1768;
      a melodia de “‘Tis Midnight, and on Olive’s Brow”).

Por favor levante-se e cantemos outro hino por Joseph Hart. Isto é o hino número 5 em sua folha de canção.

Muitas tristezas Ele havia sofrido, Muitas tentações magoados encontrados,
Paciente, e a dores acostumado: Mas o teste mais pesaroso ainda
Foi de ser sustentado em ti, Obscuro, triste Getsêmani!
Foi de ser sustentado em ti, Obscuro, triste Getsêmani!

Chegou na última noite terrível; Vingança com vara de ferro
Sustentado, e com colecionado Machucas fortes o inofensivo Cordeiro de Deus.
Vê, minha alma, vê o Salvador, Prostrado em Getsêmani!
Vê, minha alma, vê o Salvador, Prostrado em Getsêmani!

Lá o Filho de Deus carregou toda minha culpa; Isto por graça pode ser crido;
Mas os horrores qual Ele sentiu São tão enorme de ser concebidos.
Ninguém pode penetrar através de ti, Deplorável, escuro Getsêmani!
Ninguém pode penetrar através de ti, Deplorável, escuro Getsêmani!

Pecados contra um Deus santo; Pecados contra leis justas Dele;
Pecados contra amor Dele, sangue Dele; Pecados contra nome e causa Dele;
Pecados imenso como de mar – Esconde me, O Getsêmani!
Pecados imenso como de mar – Esconde me, O Getsêmani!

Aqui está minha declaração, e aqui só; Nada mais que Salvador é preciso;
Ação de justiça eu tenho nada; Não, nenhuma obra boa de alegar:
Nenhum vislumbre de esperança por mim, Somente em Getsêmani!
Nenhum vislumbre de esperança por mim, Somente em Getsêmani!
   (“Many Woes He Had Endured” por Joseph Hart, 1712-1768;
      alterado pelo Pastor; ao melodia de “Come, Ye Sinners”).

Jesus levou seus pecados na Cruz porque Ele ama você. Jesus derramou Sangue Dele para purificar você desde todo pecado porque Ele ama você. Isso é minha oração que você irá confiar o Salvador quem ama você com o amor eterno!

Ninguém ama você como Jesus ama;
   Ninguém preocupa como Ele faz;
Você nunca irá ter um amigo verdadeiro,
   Então crê Ele e você irá ter vida de novo.
Faz Jesus seu próprio!

Dr. Chan, por favor lidere nós em oração. Amém.

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana no Internete
em www.realconversion.com ou www.rlhsermons.com.
Clique no “Sermão em Português.”

Você pode mandar correio eletrônico para Dr. Hymers em Inglês rlhymersjr@sbcglobal.net
– ou você pode escrever para ele a P.O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015.
Ou liga ele para (818)352-0452.

Estes manuscritos de sermão não estão protegidos pelos direitos autorais. Você pode usar
eles sem permissão de Dr. Hymers. Porém, todos os messagens de video de Dr. Hymers
estão protegidos e pode somente ser usados por permissão.

Escritura Lido Antes de Sermão por Mr. Abel Prudhomme: Mateus 26:36-39.
Solo Cantado Antes de Sermão por Mr. Benjamin Kincaid Griffith:
      “Gethsemane, the Olive-Press!” (por Joseph Hart, 1712-1768).


PLANO DE

ORAÇÃO DO CRISTO EM GETSÊMANI

CHRIST’S PRAYER IN GETHSEMANE

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

“O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia” (Hebreus 5:7).

(Lucas 22:44)

I.   Primeiro, o texto fala de Cristo “nos dias da sua carne,”
João 11:35; Lucas 19:41.

II.  Segundo, o texto nos conta que Cristo orou para Deus, quem foi
capaz de salvar Ele desde a morte em Getsêmani,
Mateus 26:36-39; Lucas 22:44; I Coríntios 15:3;
Isaías 50:6; 53:5, 12; Zacarias 12:10; 13:6;
Salmos 22:16, 1, 7-8, 18; Lucas 22:43.

III. Terceiro, o texto nos conta que Deus repondeu Cristo, Hebreus 12:2;
Mateus 26:38; Marcos 14:33; Lucas 22:44; Isaías 53:6;
I Pedro 2:24.