Print Sermon

Os manuscritos dos sermões e videos do site www.sermonsfortheworld.com alcançam agora cerca de 1.500.000 computadores em mais de 215 países por ano. Centenas de outros assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O Youtube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos em 36 idiomas para por volta de 120.000 pessoas por mês. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, assim pregadores podem usá-los sem nossa autorização. Por favor clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de espalhar o Evangelho para todo o mundo, incluindo as nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do rlhymersjr@sbcglobal.net.




PRESBITERIANOS E BATISTAS
BRIGAM POR HINO POPULAR

(SERMÃO PERGADO NO DOMINGO DE REFORMAÇÃO)
(PRESBYTERIANS AND BAPTISTS
FIGHT OVER POPULAR HYMN)
(A SERMON PREACHED ON REFORMATION SUNDAY)
(Portuguese)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

Sermão pregado no Tabernáculo Batista de Los Angeles
Dia do Senhor de noite, 27 de Outubro, 2013
A sermon preached at the Baptist Tabernacle of Los Angeles
Lord’s Day Evening, October 27, 2013

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue... para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus” (Romanos 3:23-26).


Isto é uma das grandes passagens em Novo Testamento. Toda humanidade tem pecado. Nós somente podemos ser feito justos pela graça de Deus. Nós somente podemos ser salvos por Cristo. Deus enviou Ele à Cruz para satisfazer Sua própria justiça, e nós somos salvos através da fé em Sangue de Cristo. Deus enviou Jesus para sangrar e morrer em nosso lugar por Ele poder ser justo, e ao mesmo tempo justificar pecadores. Isto é o coração do Evangelho! Mas isto é o Evangelho que teologicamente Cristianismo liberal rejeita. Em seu livro no ano de 1934, The Kingdom of God in America, Dr. H. Richard Niebuhr descreveu teologicamente Protestantismo liberal em estas famosa palavras, “Um Deus sem ira causou homem sem pecado em um reino sem julgamento através da administração de Cristo sem a cruz.” Niebuhr foi bem liberal mesmo, mas ele viu a incosistência e a cavidade do liberalismo extremo que teve consumido o coração de Protestantismo predominante na metade de 1930. E Dietrich Bonhoeffer fez o mesmo ponto quando ele disse que na América você tem “Protestantismo sem a Reformação”!

Liberal Protestantes querem simplificar doutrina por homem moderno aceitar. Eles desgostam as palavras “pecado,” “julgamento,” “cruz” e, especialmente, eles fortemente desgostam as palavras “ira de Deus.” Eles pensam que palavras assim tornam não crentes fora de igrejas. Robert H. Schuller, o pastor liberal de TV, colocou isto assim,

Nós não podemos falar com um “Assim diz o Senhor” estratégia quando nós estamos falando para pessoas quem não podiam dar a menor importância ao Senhor! Nós não podemos começar com “O quê o texto diz?” se nós estamos falando para pessoas quem não estão perto de afirmar respeito por… “o texto” (Robert H. Schuller, D.D., Self-Esteem: The New Reformation, Word Books, 1982, p. 13).

Isto é justamente tanta besteira, tolice, absurdo verbal! Eu tenho estado no ministério por 55 anos. Todo o tempo eu tenho estado falando para não-Cristãos, e ganhando eles para Cristo. Na noite de segunda-feira passada, minha esposa e eu estávamos comendo jantar em um restaurante. Um homem Chinês chegou a nós e me disse que eu tive encaminhado ele para Cristo 48 anos atrás. Ele foi um menino pequeno fogoso correndo ao redor de Chinatown. Eles trouxeram ele para nossa igreja Chinesa Batista. Ele virou um Cristão quando ele me escutou pregar um semão em nosso retiro de verão. Isto foi em 1965. Agora ele tem cinquenta-oito anos e é um médico. Ele recordou como eu pregava e ele chegou tremendo para crer Cristo.

Além disto, eu tenho começado duas igrejas desde zero em lugares altamente seculares como Marin County, norte de San Francisco, e no centro de Civic Center em downtown Los Angeles. Eu tenho sempre pregado, “Assim diz o Senhor.” Eu tenho sempre começado meus semões desde um texto na Bíblia. E eu nunca tive “enfeitado” as palavras do sermão para fazer pecadores secular feliz. Eu talvez não tenho uma igreja grande com Schuller – mas, então, ele não tem igreja mesmo! Seu “Crystal Cathedral” [Catedral de Cristal] é agora uma igreja Romana Católica! Congregação prévia dele está espalhado no quatro ventos! Ambos as igrejas que eu comecei ainda estão indo firmes. Então eu penso que minha maneira de falar diretamente para pecadores é melhor que seu esperteza liberal.

É difícil de induzir liberals para ver isto, de qualquer forma. O comitê pondo junto um novo hino de Igreja Presbiteriana (U.S.A.) recentemente abandonou o popular hino moderno, “In Christ Alone,” porque os autores de hino recusaram de mudar a frase sobre a satisfação de ira de Deus. Isto foi a canção que Mr. Griffith cantou um momento atrás. A frase que eles não queriam diz,

Até em aquela cruz que Jesus morreu,
A ira de Deus foi satisfeito.

Uns meses atrás, the Southern Baptist Convention [a Convenção Batista de Sul] havia publicado um novo hino com esta canção. Mas os Batistas de Sul mudaram esta linha de hino de “A ira de Deus foi satisfeito” para “O amor de Deus foi magnificado.” Os Batistas de Sul haviam mudado as palavras sem a permissão do autor, o qual foi negado quando os Prebiterianos perguntaram por isto.

“A ira de Deus foir satisfeito” foi mudado para “O amor Deus foi magnificado.” Logo que eu li isto, eu advinhei que uma liberal feminista foi involvida. Sem dúvida, nome dela é Mary Louise Bringle, uma professora de religião quem dirigiu o comitê de hino. Ela trocou estas linhas desde uma frase masculina, “A ira de Deus foi satisfeito” para um frase mais suave, “O amor de Deus foi magnificado.” Leon J. Podles tem escrito sobre a feminização de Cristianismo em seu livro penetrante, The Church Impotent (Spence Publishing Company, 1999). E David Murrow tem feito um caso forte que feminização é um importante razão porque homem e jovem têm fugido desde as igrejas – em seu libro celebrado, Why Men Hate Going to Church (Thomas Nelson Publishers, 2004).

A Diretora de Comitê quem fez remover o hino foi Miss Mary Louise Bringle. Ela disse, “O aspecto que a cruz é primeiramente sobre a necessidade de Deus para aliviar a raiva de Deus teria um impacto negativo na educação de crentes.” Que total absurdo! As palavras estão em harmonia perfeita com o entendimento da obra conciliatória de Cristo através de geraçãoes! O hino corretamente diz,

Até em aquela cruz que Jesus morreu,
A ira de Deus foi satisfeito.
Por cada pecado em Ele foi posto –
Aqui na morte de Cristo eu vivo.

Miss Bringle e os liberals no comitê dela disse que a “teoria de satisfação” de expiação de Cristo na cruz foi inventado pelo teólogo Anselm no século 11. Mas eles estão errados. No Antigo Testamento, mais de 700 anos antes de Cristo, o profeta Isaías disse,

“Ele [Deus o Pai] verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo [Cristo], o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si” (Isaías 53:11).

Então “satisfação” foi ensinado na Bíblia no mínimo 1,800 anos antes que Anselm ensinou! E conciliação, o termo conclusivo por satisfação, é ensinado no Novo Testamento em passagens como Romanos 3:25; I João 2:2; e I João 4:10. No século 5, Augustine proclamou este fato que Cristo satisfez a justiça de Deus na Cruz. E Anselm próprio não é para ser rejeitado. Christianity Today disse, “Anselm é como sempre contemporário – e uma benção para evangélicos.” Em um capítulo entitulado “Satisfação e Substituição Esquematizado,’ o grande Puritano teólogo John Owen (1616-1683) citou seguintes versículos,

“Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus” (II Coríntios 5:21).

“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós” (Gálatas 3:13).

“Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus” (I Pedro 3:18).

Owen então disse, “Todas estas expressões inegavelmente evidencia [mostra claramente] a substituição de Cristo como sofrimento em lugar deles que Ele veio para salvar. Isto, em geral, é todo que nós intencionamos através de satisfação Dele, ou seja, que Ele foi feito ‘pecado por nós,’ que é, em nosso lugar que nós talvez somos salvos desde a ira de vir…então, na parte de Deus isto é afirmado que ‘aquele que nem mesmo poupou, antes o entregou por todos nós’ (Romanos 8:32)…[Cristo] sustentou pecados deles, ou o castigo devido por pecados deles…que a justiça de Deus sendo acalmado e a lei realizado, eles talvez vão livre ou ser libertados desde a ira de vir; e se nisto também Ele pagou um preço real satisfatória pela redenção deles, assim Ele fez satisfação para Deus por pecado. Estes são as coisas que nós intencionamos pela esta expressão de satisfação” (John Owen, D.D., “Satisfaction and Substitution Outlined,” The Works of John Owen, vol. 2, The Banner of Truth Trust, 2004 reprint, p. 419).

Eu sei que foi um parágrafo duro de seguir, e difícil de entender. Dr. Owen foi um teólogo, não um pregador. Por isto eu darei uma explicação simples de conciliação, o qual espalha luz em estas palavras do hino,

Até em aquela cruz que Jesus morreu,
A ira de Deus foi satisfeito.

Dr. Thomas Hale disse,

Por causa que Deus é justo e correto, Ele deve castigar pecado. Isto foi para demonstrar Sua justiça que Deus castigou Cristo por nossos pecados. Mas isto foi também por causa de Seu amor por nós que Ele castigou Cristo em nosso lugar. Em castigar Cristo, Deus foi, em atualidade, tomando o castigo Ele mesmo. Por Deus tão amar o mundo que Ele deu Seu um e único Filho (Thomas Hale, D.D., The Applied New Testament Commentary, Kingsway Publications, 1997, p. 538; note on Romans 3:25).

Miss Bringle disse que ela e comitê dela queriam de remover as palavras, “a ira de Deus foi satisfeito” porque isto referiu à concepção teological que eles rejeitaram. Isto pode ser verdade, mas eu não penso que é a verdade completa. Eu penso que ela não gostou das palavras masculinas “ira de Deus.” Então ela queria substituir as palavras por mais femininas, “o amor de Deus foi magnificado.”

David Murrow é um idoso da Igreja Presbiteriana (U.S.A.), o qual é a mesma denominação da Miss Bringle. Ela e comitê dela realmente deveria de ler o livro de Murrow, Why Men Hate Going to Church (Nelson, 2004). Murrow disse, “…liderança na igreja requere um balance entre o espírito masculino e o espírito feminino” (p.152). Mas a tese do livro dele é que nossas igrejas estão esmagadoramente dominado pelos valores e programas femininas. Pessoalmente, eu penso que ele está exatamente certo. Escute isto. Murrow disse,

     Homem fantasia sobre salvar o mundo contra chances impossíveis. Mulher fantasia sobre ter uma relação com um homem maravilhoso…
     Mas poucas igrejas modelam os valores do homem: risco e recompensa, realização, sacrifício heróico, ação e aventura. Qualquer homem quem tenta de viver estes valores encontrará o seu próprio em problemas com o concílio da igreja muito rápido. É por isso que [homem detesta] de ir para igreja (ibid., p. 15).

Será que eu estou me afastando de argumento sobre aquela linha do hino, “In Christ Alone”? Eu não penso assim. Eu penso que a mudança de estas palavras é o microcosmo que revela o macrocosmo – um pequeno detalhe que revela o problema maior de feminização em nossas igrejas. Escute ao linha original,

Até em aquela cruz que Jesus morreu,
A ira de Deus foi satisfeito.

Isto é o original, escrito por dois homens. Agora aqui é a versão re-feita, proposto por Miss Bringle e comitê dela,

Até em aquela cruz que Jesus morreu,
O amor de Deus foi magnificado.

Qual é o masculino? Qual que apela para homem? Obviamente, o que dois homens escreveram o hino original! “A ira de Deus foi satisfeisto.” Isto é o tipo de Deus que homem respeita – um Deus quem afunda uma civilização inteira que desobedece Ele em pecado constante; um Deus quem abre o chão para que um grupo de rebeldes caem precipitadamente para Inferno; um Deus quem destrui malvado Faraó e seus soldados nas águas de Mar Vermelho; um Deus quem apoia com Gideão e uns poucos homens para destruir Midianitas; um Deus quem tira três homens Hebreus desde a fornalha de fogo ileso para mostrar Seu poder ao um rei malvado; um Deus quem entra dentro de templo, não uma vez mas duas vezes, e subverte a mesa, e açoita cambiadores de dinheiro assustados para fora à rua; um Deus quem abre a porta de prisão e deixa Pedro escapar, e depois lidera ele para dizer à estes chefes religiosos, “Nós devemos de obedecer Deus ao invés de homem;” um Deus quem golpea o homem e sua esposa morta por mentir ao Pedro; um Deus quem “entregou pelo [Seu] determinado presciência” Jesus nas “mãos de injustos” de pecadores para ser crucificado (Atos 2:23); um Deus quem “fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos” (Isaías 53:6); um Deus quem foi “agradou moê-lo [e] fazendo-o enfermar [e] quando a sua alma se puser por expiação do pecado…e ficará satisfeito” (Isaías 53:10, 11) – isto é o Deus o qual o hino diz,

Até em aquela cruz que Jesus morreu,
A ira de Deus foi satisfeito!!!

Este Deus, e este Deus somente, é o tipo de Deus que homem respeita, e que homem irá seguir – não o fraco e feminino Deus de Miss Bringle, mas o Deus de Monte Sinai, e o Deus de Monte Calvário – “Deus grande e terrível” de Neemias (Neemias 1:5) – “Deus grande e tremendo” de Daniel (Daniel 9:4) – o Deus quem sacrificou Seu unigêntio Filho, quem foi pela própria mão de Deus “fazendo-se maldição por nós” (Gálatas 3:13) – ¬isto é o Deus de Bíblia! Isto é o Deus e Pai de Cristo! Isto é meu Senhor, e -isto é meu Deus! Eu não conheço o Deus de Miss Bringle – e eu não quero conhecer Ele – e nenhum da maioria de homem! É por isso que a Igreja Episcopal tem perdido maioria de seus homens. É por isso que a Igreja Metodista tem perdido maioria de seus homens. E, sim, a igreja de Miss Bringle, Prebiteriana (U.S.A.) tem perdido maioria de seus homens também (Murrow, ibid., p. 55).

Em seu livro, Why Men Hate Going to Church, Mr.Morrow tem um capítulo entitulado, “Men Aren’t the Only Ones Missing from Church” [Homens não são únicos que estão desaparecendo na igreja]. Ele diz que mulher quer seguridade, mas homem e jovens querem ser desafiados. Advinha? Mulheres são provavelmente de estar na igreja – e homem e jovens são no mínimo de estar na igreja! (ibid., p. 18). Isto poderia ser a parte da razão que nossas igrejas perdem 88% de seus jovens pela idade de 25? Murrow diz que homem e jovens veem a igreja como um lugar para mulheres e crianças, sem nada de desafiar eles, e então eles deixam!

Se você fazer uma sessão-cruzada de jovens de 18 a 25, e um grupo de homem adultos, votar em qual linhas eles gostam mais – qual linha você pensa que eles votariam?

Até em aquela cruz que Jesus morreu,
A ira de Deus foi satisfeito.

ou

Até em aquela cruz que Jesus morreu,
O amor de Deus foi magnificado?

Mesmo que ambos são verdades, eu penso que você sabe que a maioria de homens e jovens votariam por palavras originais, escrito por dois homens, ao invés de versão revisada de Miss Bringle!

Homem e jovens são atrídos para um grande, e poderoso, e temoroso Deus – o Deus da Bíblia! Mulher de meia-idade, quem não havia sido verdadeiramente convertido, prefere um gentil, seguro Deus, quem nunca desafia, e nunca amaldiçoa ninguém. Então nossas igrejas têm a abundância de mulheres idosas, enquanto nós perdemos maioria dos homens, e 88% de nossos jovens.

Nossa própria igreja é dominado por homem. Por quê? Eu penso que existe várias razões. Primeiro, eu faço a certeza que meus semões estão enfocados sobre o grande e terrível Deus de Bíblia, e sobre potente, muscular Cristo quem liderou Seus homens para conquistar o mundo. Eu constantemente dei exemplos de homens e mulheres corajosos quem entregaram suas vidas para a glória de Deus. Nós colocamos fotografias e pinturas nas paredes da igreja que descreve os grande heróis de fé – homens como Spurgeon, Edward, Bunyan, Knox, Whitefield, Wesley, William Jennings Bryan, e muitos outros. Hoje a noite é Domingo de Reformação. Como sempre, nós iremos assistir o grande preto e branco filme sobre Luther, enquanto nós jantaremos depois de este serviço. Luther é um de nossos herói. Mais cedo, no serviço, nós cantamos o hino comovente e poderoso de Luther, “A Mighty Fortress is our God” [Uma Fortaleza Poderosa é nosso Deus].

Nós não temos um “café dos homem” por nossos homens. E nós não temos um “sorvete social” por nossos jovens! Não! Nós enviamos eles fora – para as ruas de Los Angeles de noite – para ganhar almas dois-por-dois. Isto é terrorizante? Isto seria para Miss Bringle! Isto fazeria ela tinir! Mas isto é um desafio para nossos homens e nossos jovens – exatamente o tipo de desafio que eles precisam – para ser soldados verdadeiros de cruz!!!

A Bíblia diz,

“Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo” (II Timóteo 2:3).

“Se sofrermos, também com ele reinaremos” (II Timóteo 2:12).

“Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me” (Lucas 9:23).

“Sai pelos caminhos e valados, e força-os a entrar” (Lucas 14:23).

Estes são o excitante e desafiante tipos de Escrituras que inspiram nosso homem, nosso jovem – e nossa mulher – para viver suas vidas em dedicação ao Cristo e à Sua igreja!

E enquanto a conversão? Para nós, conversão não faz você um fresco, um chato, ou um perdido. Conversão é um passo grande em direção para virar um homem, o tipo de homem que Deus quer que você seja! Eu posso dizer por certeza que se eu não tivesse sido convertido eu teria sido um miserável fracasso na vida. Quando eu fui para Cristo, Ele me deu força para ser o que eu deveria ser, e fazer o que eu deveria fazer! O versículo da minha vida é este:

“Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece” (Filipenses 4:13).

“Que me fortalece.”

Olha para Luther. Ele foi fraco, medroso, e um fracasso, rebaixando no claustro de um mosteiro. Depois ele creu Cristo! Depois ele virou um soldado poderoso de cruz! Spurgeon disse que Luther “poderia ter comandado um exército.”

Quando você confessa seus pecados, e cai ao pé da cruz, você levantará, como Dr. John Sung, para ser o poderoso que Deus de Cristianismo pretendeu para você ser! Olhe para Pedro! Olhe para Augustine! Olhe para Bunyan! Todos eles veio para Cristo com medo e fraqueza, mas quando eles creram Cristo, eles levantaram-se como homens poderosos de Deus! Olhe para Wesley – fugindo desde o campo de missão em Georgia, caindo em fraquezas antes de Cristo – e levantando como um grande homem quem sacudiu Inglaterra por Deus! Olhe para Whitefield, quem deitou na sua cama chorando, “Eu tenho sede! Eu tenho sede!” e levantou desde as fraquezas de pecado para proclamar o Evangelho em dois continentes! Não tem o que dizer que Deus possa fazer com sua vida se você entregar ao Jesus Cristo, quem foi na Cruz e sofreu a ira de Deus Todo-Poderoso para fazer isso possível por você à ser o tipo de homem – ou mulher – que você deveria ser! – para cantar com Luther,

Fortaleza poderoso é nosso Deus,
   Um castelo que nunca falha;
Nosso auxiliador, Ele dentro de dilúvio
   De doenças mortais que prevalece…
Deixa mercadoria e familiar ir,
   Esta vida mortal também;
A carne eles podem matar:
   Verdade de Deus permanece ainda,
Seu Reino é para sempre!
   (“A Mighty Fortress is our God” por Martin Luther, 1483-1546).

Você poder ter certeza que Luther teria escolhido as linhas que dizem,

Até em aquela cruz que Jesus morreu,
A ira de Deus foi satisfeito.

Vem para Cristo, e faz isto agora, esta noite. Ele perdoará seus pecados e dar você poder para viver por Deus!

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana no Internete
em www.realconversion.com ou www.rlhsermons.com.
Clique no “Sermão em Português.”

Você pode mandar correio eletrônico para Dr. Hymers em Inglês rlhymersjr@sbcglobal.net
– ou você pode escrever para ele a P.O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015.
Ou liga ele para (818)352-0452.

Estes manuscritos de sermão não estão protegidos pelos direitos autorais. Você pode usar
eles sem permissão de Dr. Hymers. Porém, todos os messagens de video de Dr. Hymers
estão protegidos e pode somente ser usados por permissão.

Escritura Lido Antes de Sermão por Mr. Abel Prudhomme: Romanos 3:20-26.
Solo Cantado Antes de Sermão por Mr. Benjamin Kincaid Griffith:
“In Christ Alone” (por Keith Getty e Stewart Townend, 2001).