Print Sermon

Os manuscritos dos sermões e videos do site www.sermonsfortheworld.com alcançam agora cerca de 1.500.000 computadores em mais de 215 países por ano. Centenas de outros assistem os vídeos noYouTube, mas rapidamente deixam o YouTube, pois cada vídeo os redireciona para nosso website. O Youtube redireciona as pessoas para nosso website. Os manuscritos dos sermões são traduzidos em 36 idiomas para por volta de 120.000 pessoas por mês. Estes sermões manuscritos não estão protegidos por direitos autorais, assim pregadores podem usá-los sem nossa autorização. Por favor clique aqui para saber como fazer uma doação mensal para ajudar-nos nesta grande obra de espalhar o Evangelho para todo o mundo, incluindo as nações muçulmanas e hindus.

Ao escrever para Dr. Hymers, mencione sempre o país no qual você vive, caso contrário ele não poderá responder-lhe. O email do rlhymersjr@sbcglobal.net.




SOFRIMENTO E TRIUNFO DE SERVO DE DEUS!

(SERMÃO NÚMERO 1 SOBRE ISAÍAS 53)
THE SUFFERING AND TRIUMPH OF GOD’S SERVANT!
(SERMON #1 ON ISAIAH 53)
(Portuguese)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

Sermão predicado no Tabernáculo Batista de Los Angeles
Dia do Senhor de manhã, 24 de Fevereiro, 2013
A sermon preached at the Baptist Tabernacle of Los Angeles
Lord’s Day Morning, February 24, 2013

“Eis que o meu servo procederá com prudência; será exaltado, e elevado, e mui sublime. Como pasmaram muitos à vista dele, pois o seu parecer estava tão desfigurado, mais do que o de outro qualquer, e a sua figura mais do que a dos outros filhos dos homens. Assim borrifará muitas nações, e os reis fecharão as suas bocas por causa dele; porque aquilo que não lhes foi anunciado verão, e aquilo que eles não ouviram entenderão” (Isaías 52:13-15).


Por favor deixe sua Bíblia aberta à esta passagem. Estes versículos deveria ser incluídos com capítulo 53, em lugar de capítulo 52, de acordo com Dr. John Gill, e também “a grande maioria” de moderno comentaristas (Frank E. Gaebelein, D.D., The Expositor’s Bible Commentary, Regency Reference Library, 1986, volume 6, p. 300).

A passagem inteira, desde versículo 13 até capítulo 53 versículo 12, refere ao “servo sofrido” de Deus. Matthew Henry disse,

Esta profecia, que comça aqui e é continuado até o fim de seguinte capítulo, aponta de uma maneira simplesmente que podeira ser de Jesus Cristo; os antigos Judeus entenderam que o Messias, através de moderno [rabis] tomam um grande quantidade de dores para perverter-las…mas Filipe, quem por conseguinte [desde esta passagem] predicou Cristo ao eunuco, tinha colocado disputa de passado que “de ele fala o profeta,” de ele e de nenhum outro homem, Atos 8:34, 35 (Matthew Henry’s Commentary on the Whole Bible, Hendrickson Publishers, 1996 reprint, volume 4, p. 235).

O antigo Judeu Targum disse que isto refere ao Messias, conforme fizeram os rabis de antigamente, Aben Ezra e Alshech (John Gill, D.D., An Exposition of the Old Testament, The Baptist Standard Bearer, 1989 reprint, volume I, p. 309).

E também, comentadoristas cristãos durante história tinha visto esta passagem como um profecia de Senhor Jesus Cristo. Spurgeon disse,

Como eles poderiam fazer de outra forma? Para quem mais poderia o profeta ter referido? Se o homem de Nazaré, o Filho de Deus, não ser visível direito em estes três versículos, eles estão escuros como meia-noite em si. Nós não hesitamos por um momento em aplicar todas palavras ao nosso Senhor Jesus Cristo (C. H. Spurgeon, “The Sure Triumph of the Crucified One,” The Metropolitan Tabernacle Pulpit, Pilgrim Publications, 1971 reprint, volume XXI, p. 241).

Conforme já mencionado por Matthew Henry, Filipe o evangelista disse que esta passagem de Escritura prognosticou o sofrimento de Cristo.

“E, respondendo o eunuco a Filipe, disse: Rogo-te, de quem diz isto o profeta? De si mesmo, ou de algum outro? Então Filipe, abrindo a sua boca, e começando nesta Escritura, lhe anunciou a Jesus” (Atos 8:34-35).

Nós não podemos fazer melhor que o antigo Targum, o rabi de antigamente, o evangelista Filipe, e os comentaristas cristãos dos tempos. Cada palavra de nosso texto é uma profecia de Messias, o Senhor Jesus Cristo.

I. Primeiro, nós vemos o serviço de Cristo à Deus.

É o Pai Deus quem fala as palavras de versículo 13,

“Eis que o meu servo procederá com prudência; será exaltado, e elevado, e mui sublime” (Isaías 52:13).

Deus diz-nos para olhar à “servo” Dele. Quando Jesus veio à terra, Ele

“mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens” (Filipenses 2:7).

Como Servo de Deus na terra, Cristo repartiu prudentemente, e agiu com sabedoria. Tudo que Jesus disse e fez, durante o ministério Dele na terra, foi feito com grande sabedoria. Como um menino no Templo, os rabis estavam impressionados da sabedoria Dele. Depois, os Fariseus e Saduceus não podiam responder Ele, e a boca do Pilatos, o governador de Roma, estava calado quando Ele falou.

Então nosso texto disse, em respeito ao Servo de Deus,

“será exaltado, e elevado, e mui sublime” (Isaías 52:13).

As palavras em Inglês moderno podem ser invertidos em “levantado,” “elevado para cima,” e “altamente exaltado.” Dr. Edward J. Young apontou que “É impóssivel de ler estas palavras sem estar lembrado de exaltação de Cristo descrevido em Filipenses 2:9-11 e Atos 2:33” (Edward J. Young, Ph.D., The Book of Isaiah, Eerdmans, 1972, volume 3, p. 336).

“Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome” (Filipenses 2:9).

“Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas. De sorte que, exaltado pela destra de Deus… derramou isto que vós agora vedes e ouvis.” (Atos 2:32-33).

“Eis que o meu servo procederá com prudência; será exaltado, e elevado, e mui sublime” (Isaías 52:13).

Exaltado – “levantado.” Elevado – “elevado para cima.” Mui sublime – “altamente exaltado.” Aqui estão palavras que reflete os estágios de elevação de Cristo. Ele levanta desde o morte! Ele é elevado para cima à Céu em Seu ascensão! Ele está agora sentado à direita de Deus! Exaltado – “levantado.” Elevado – “elevado para cima.” Mui sublime – até à direita de Deus em Céu! Amém!

Elevado para cima foi Ele à morrer,
   “Está consumado,” foi clamor Dele;
Agora em céu sublime exaltado;
   Alelúia! Que Salvador!
(“Hallelujah, What a Saviour!” by Philip P. Bliss, 1838-1876).

“Eis que o meu servo procederá com prudência; será exaltado, e elevado, e mui sublime” (Isaías 52:13).

Jesus é, e sempre vai ser, o Servo de Pai Deus – Deus o Filho – levantado desde o morte, ascendente a Céu, sentado à direita do Pai! Alelúia! Que Salvador!

II. Segundo, nós vemos o sacrifício de Cristo por pecado.

Por favor leia versículo 14 em voz alta.

“Como pasmaram [surpresos] muitos à vista dele, pois o seu parecer estava tão desfigurado, mais do que o de outro qualquer, e a sua figura mais do que a dos outros filhos dos homens” (Isaías 52:14).

Dr. Young disse que aqueles quem viram “o terrível disfiguramento de servo [iria estar] chocado e impressionado por pavor…disfiguramento dele [iria estar] tão grande que ele não mais apareceu como um homem...forma dele estava tão disfigurado que ele não mais pareceu-se um homem. Isto é extramamente uma forte maneira de dizer como grande o sofrimento dele foi” (ibid., pp. 337-338).

Jesus foi brutalmente disfigurado durante Seu tempo de sofrimento. A noite anterior que Ele foi crucificado Ele estava “em agonia,”

“E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão.” (Lucas 22:44).

Isto foi antes que eles prenderam Ele. Lá no escuridão de Getsêmani, julgamento por seus pecados começou a cair em Cristo. Quando os soldados vieram para prender-lhe Ele estava já ensopado em suor de sangue.

Então eles pegaram Ele e bateram na cara Dele. Em outro lugar, o profeta Isaías conta à nós do que Servo Sofrido disse,

“As minhas costas ofereci aos que me feriam, e a minha face aos que me arrancavam os cabelos; não escondi a minha face dos que me afrontavam e me cuspiam” (Isaías 50:6).

Lucas disse, “feriam-no no rosto” (Lucas 22:64). Marcos disse que Pilatos “o entregou” (Marcos 15:15). João disse,

“Pilatos, pois, tomou então a Jesus, e o açoitou. E os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram sobre a cabeça, e lhe vestiram roupa de púrpura. E diziam: Salve, Rei dos Judeus. E [bateram-lhe] davam-lhe bofetadas” (João 19-3).

Então eles pregaram as mãos e os pés Dele na Cruz. Como Dr. Young colocou, “forma Dele estava tão disfigurado que ele não mais pareceu-se um homem” (ibid., p. 338).

“Como pasmaram muitos à vista dele, pois o seu parecer [sua aparência] estava tão desfigurado, mais do que o de outro qualquer, e a sua figura mais do que a dos outros filhos dos homens” (Isaías 52:14).

A maioria de pinturas modernas não são certamente precisas como “A Paixão de Cristo” de Mel Gibson, em retratando qual Cristo se aparecia depois que eles torturaram Ele, baterarm Ele, e crucificaram Ele.

A Bíblia de Estudo Scofield diz sobre este versículo, “O literal tradução é terrível: ‘Então desfigurado desde a forma de um homem for o aspecto Dele que Sua aparência não foi de um filho de homem’ – i.e. não humana – o efeito das brutalidades descrevidas em Mateus 26...” Escute ao hino de Joseph Hart (1712-1768),

Com espinhas Seu templo ferido e machucado,
Flui correntes de sangue em todas partes;
Sua costa com marcas de chicote,
Mas profundo chicotadas racham Seu coração.

Pregado nú na maldita madeira,
Exposto na terra e céu acima,
Um espetáculo de feridas e sangue,
Um triste exposição de amor ofendido!
   (“His Passion” by Joseph Hart, 1712-1768;
      to the tune of “‘Tis Midnight, and on Olive’s Brow”).

E porque, querido Salvador, diz a mim porque
Vós fizestes um sofredor que sangra?
Que forte motivo poderia Te causar?
O motive simples – foi todo por amor!
   (“Gethsemane, the Olive-Press!” by Joseph Hart, 1712-1768;
       to the tune of “‘Tis Midnight, and on Olive’s Brow”).

Porque, querido Salvador, diz me porque Tua apparência “estava tão desfigurado, mais do que o de outro qualquer, e a [Tua] figura mais do que a dos outros filhos dos homens?” A resposta é determinado no final de versículo 12, em capítulo 53, “levou sobre si o pecado de muitos” (Isaías 53:12). Isto é sacrifício de Cristo por seus pecados, um sacrifício representativo – Jesus sofrendo e morrendo por seus pecados, em seu lugar – na Cruz! Dessa forma, nós vemos o serviço de Cristo à Deus. Dessa forma, nós vemos o sacrifício de Cristo à pagar os castigos por seus pecados.

III. Terceiro, nós vemos a salvação de Cristo aplicado.

Por favor levantem e leiam Isaías 52:15 em voz alta.

“Assim borrifará muitas nações, e os reis fecharão as suas bocas por causa dele; porque aquilo que não lhes foi anunciado verão, e aquilo que eles não ouviram entenderão” (Isaías 52:15).

Vocês podem sentar-se. Dr. Young disse que aqui, em este versículo, o sacrifício e sofrimento de Cristo em versículo 14 é explicado e aplicado,

O profeta explica porque ele [Cristo] estava desfigurado. Então... em esta condição de desfiguração, “borrifará muitas nações.” [O] único que é desfigurado, o servo faz alguma coisa por outros, em este ele performa um rito purificante. Desfiguramento Dele [em Seu sofrimento] foi…a condição em que ele iria a si mesmo trazer purificação à nações. O verbo “borrifará” [fala sobre] o borrifamento de…água, ou sangue como uma pureza...Isto é a obra de [Cristo como sacerdote] que é aqui apresenta, e o propósito de esta obra é para trazer purificação e pureza à outros…ele como sacerdote em si borrifará água e sangue e então purificará muitas nações. Ele faz isso como um sofredor, que os sofrimentos são pela segurança de…purificação e produz uma pronfuda mudança em nas atitudes de quem contempla ele (ibid., pp. 338-339).

Em exato concretização de esta profecia, a predicação de evangelho de Cristo se quebrou de laços de Judaísmo e tornou-se um religião universal. Desde o primeiro século “muitas nações” têm sido evangelizado, e pessoas de todo mundo têm sido purificado pelo Sangue de Jesus, trazendo eles à salvação em Cristo Jesus, produzindo, conforme Dr. Young disse, “uma pronfuda mudança em nas atitudes de quem contempla ele.” Embora não todos os reis das nações de mundo têm sido homens salvos, todavia como Cristianismo espalhou-se por toda parte de mundo, eles no mínimo “fecham as bocas deles à ele,” e viram Cristãos nominais, não falando contra à Ele. Até esse dia, Rainha Elizabete II, fecha a boca dela “à ele” e sauda em reverencia silenciosa adiante Ele em Westminster Abbey durante cultos Cristianos realizados lá. Bastante outras monarcas em mundo de Ocidente, e em Oriente, pagam à Ele honra exteriormente no mínimo. De fato, assim fez o Emperador Constantine em anos primitivos de Cristianismo, e assim fizeram outros também.

“Porque aquilo que não lhes foi anunciado verão, e aquilo que não ouviram entenderão” (Isaías 52:15).

Como profetizou neste punto por profeta, o evengelho de Cristo tem espalhado por toda parte de nações de mundo,

“Assim borrifará muitas nações” (Isaías 52:15).

Até o Presidente de Estados Unidos, um Cristão de nome somente, abaixa sua cabeça ocasionamente em igreja e fecha “[sua] boca à ele.”

Mas eu devo dizer que este maravilhoso predicação não fala muito sobre Europa, o Reino Unido, e América enquanto uma vez foi. As igrejas de Ocidente estão em confusão e tumulto porque os de invasão de “liberal” atacam a Bíblia, e o enfraquecimento das igrejas através o perversão de evangelho por Finney, e o moderno seguidores deles enganando métodos de “decisionismo” em suas várias formas. Ainda, em grande Terceiro Mundo, os importantes despertamentos e reavivamentos, uma vez visto em apostatar, igrejas enfraquecidas de Ocidente, estão ainda prósperos. Nossos corações estão contentados quando nós lemos notícias de multitiudes de China, Sudeste Asiático, Índia, e outros partes de mundo, quem estão afundando nas igrejas que predica evangelho em esta hora! Sim, eles são frequentemente perseguidos, mas como Tertullian disse em sengundo século, “O sangue de mártir é a semente da igreja.” E isto é verdade hoje por toda a parte de países de Terceiro Mundo. Enquanto América, e o Ocidente em general, estão caíndo fora desde seus conhecimentos Cristiano, e estão dissolvendo em humanismo, céptico espiritual confusão, apesar disso Spurgeon profetizou,

Jesus irá…não somente borrifar os Judeus, mas em todas as nações Gentias…Toda a terra irá escutar de te, e sentir te vindo abaixo como chuvas descendo em grama. Os tribos escuros distantes, e os moradores da terra de sol irá escutar tua doutrina e irá tomar-la…Vós irá borrifar muitas nações com tua palavra graciosa (ibid. p. 248).

A mensagem “profética” de Spurgeon é bem mais real hoje que quando ele falou estas palavras cem anos atrás. E nós alegramos que isto é assim! Amém!

Esta promesa não havia sido totalmente realizado. Mas vai ser – por a boca do Senhor tinha falado – através de profeta Isaías, quem disse,

“E os gentios caminharão à tua luz” (Isaías 60:3).

“E as riquezas dos gentios virão a ti” (Isaías 60:5).

“Eis que estes virão de longe, e eis que aqueles do norte, e do ocidente, e aqueles outros da terra de Sinim” (Isaías 49:12).

James Hudson Taylor, um missionário primário à China, disse que “Sinim” era a terra de China, conforme A Bíblia de Estudo Scofield, em suas notas sobre Isaías 49:12. Como nós podemos discordar com Taylor e a nota de Scofield quando nós vemos este acontecimento na China antes de nossos olhos hoje? Certamente isto é verdade, no mínimo através de aplicação! Milhões estão convertidos ao Cristo cada hora em República Popular Chinesa, e muitas terras que estão bem longes, e nós alegramos que isto é assim!

Como América assassina por aborção infanticídio três mil desprotegido crianças todo dia, e as igrejas estão fechando aqui por mil, todavia em estas terras bem longe a obra de Cristo está crescendo, e irá ainda prevalecer! Deus concede à eles até mais conversões! Deus concede que as pessoas quem sabe o Cristo, e desejosamente sofre por Seu nome, tomara logo triunfar entre as nações em Sua Segunda Vinda!

Mas eu pergunto à você esta manhã, “Você conhece o Cristo? Você tinha olhado através de fé à Ele quem foi ‘tão desfigurado, mais do que o de outro qualquer’ para pagar o castigo por teus pecados – sim por teu! Ele tinha borrifado Seu Sangue em teu pecado, registrado em livro de Deus do Céu? Você é purificado limpo pelo Sangue de Cordeiro de Deus que tirou o pecado do mundo? E, se não, você irá ‘fechar sua boca’ na presença Dele, e inclinar à Jesus, e receber Ele como seu próprio Senhor e Salvador? E você irá fazer então agora? ”

Por favor levante e cante hino número sete em seu folha de canção.

O enorme peso da culpa humana Estava colocado no Salvador;
   Com desgraça como se fosse roupa, Ele Por pecadores foi ordernado,
Por pecadores foi ordenado.

E em horrível sofrimentos de morte Ele chorou, Ele orou por mim;
   Amou e abraçou a minha alma culpada Quando pregaram no madeiro.
Qunado pregaram no madeiro.

Oh amor impressionante! Amor além De alcance de idioma humana;
   Amor que deve ser o sujeito de Uma música eterna.
Uma música eterna.
   (“Love in Agony” by William Williams, 1759;
       to the tune of “Majestic Sweetness Sits Enthroned”).

Se você querer a falar com a gente sobre confiar Jesus e ser um Cristão, por favor vai atrás do auditório agora. Dr. Cagan irá levar você à um lugar quieto aonde nós podemos conversar. Por favor vai agora. Dr. Chan, por favor lidera-nos em oração por os que responderam. Amém.

(FIM DE SERMÃO)
Você pode ler sermões do Dr. Hymers cada semana no Internete
em www.realconversion.com. Clique no “Sermão em Português.”

You may email Dr. Hymers at rlhymersjr@sbcglobal.net, (Click Here) – or you may
write to him at P.O. Box 15308, Los Angeles, CA 90015. Or phone him at (818)352-0452.

Solo Cantado Antes de Sermão por Mr. Benjamin Kincaid Griffith:
“Love in Agony” (por William Williams, 1759;
sung to the tune of “Majestic Sweetness Sits Enthroned”).


PLANO DE

SOFRIMENTO E TRIUNFO DE SERVO DE DEUS!

(SERMÃO NÚMERO 1 SOBRE ISAÍAS 53)
THE SUFFERING AND TRIUMPH OF GOD’S SERVANT!
(SERMON #1 ON ISAIAH 53)

por Dr. R. L. Hymers, Jr.

“Eis que o meu servo procederá com prudência; será exaltado, e elevado, e mui sublime. Como pasmaram muitos à vista dele, pois o seu parecer estava tão desfigurado, mais do que o de outro qualquer, e a sua figura mais do que a dos outros filhos dos homens. Assim borrifará muitas nações, e os reis fecharão as suas bocas por causa dele; porque aquilo que não lhes foi anunciado verão, e aquilo que eles não ouviram entenderão” (Isaías 52:13-15).

(Atos 8:34-35)

I.    Primeiro, nós vemos o serviço de Cristo à Deus, Isaías 52:13;
Filipenses 2:7; Filipenses 2:9; Atos 2:32-33.

II.  Segundo, nós vemos o sacrifício de Cristo por pecado, Isaías 52:14;
Lucas 22:44; Isaías 50:6; Lucas 22:64; Marcos 15:15; João 19:1-3;
Isaías 53:12.

III. Terceiro, nós vemos a salvação de Cristo aplicado, Isaías 52:15;
60:3, 5; 49:12.